O técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, disse ontem que sentiu um ‘‘frio’’ na barriga quando soube que Edmundo e Felipe (na verdade, o técnico Antonio Lopes não garantiu a escalação de Felipe) reforçarão o Vasco contra o Alviverde, hoje, às 21h40, no Morumbi, na decisão do Torneio Rio-São Paulo, em que o empate dará o título ao time paulista.
Suspensos pela diretoria do clube carioca, os dois não atuaram na partida de sábado, no Rio, vencida pelo Palmeiras por 2 a 1. ‘‘O que mais eu poderia sentir’’, afirmou o treinador. Com esses dois jogadores, o Vasco, na opinião de Scolari, tecnicamente é superior, mas o Palmeiras, ressaltou o treinador, tem um espírito de luta espetacular e muita humildade.
Scolari ressaltou que a vantagem do empate é importante, mas afirmou que o Palmeiras não vai entrar em campo, pensado em garantir o zero a zero. Ele vai adotar o esquema da partida anterior, com três atacantes – Pena, Euller e Basílio – e uma forte marcação na intermediária.
O jogo desta noite pode marcar a despedida de Antônio Lopes como técnico do Vasco. A direção do clube nega, mas o próprio Lopes admite um certo desgaste com o time. Um eventual fracasso do Vasco na partida com o Palmeiras, complicaria a situação do treinador, contra quem algumas correntes do clube vêm se insurgindo.
No treino de ontem, Lopes recuou e não confirmou se o Vasco vai atuar com três atacantes: Edmundo, Romário e Viola. Mas admitiu que pode escalar Alex Oliveira no meio-de-campo, para fortalecer a marcação. Romário não treinou, ficou na sala de musculação. Mais uma vez, ele e Edmundo evitaram se falar. Mas ambos estão escalados no time.

NO MORUMBI
Palmeiras
Marcos; Rogério, Argel, Roque Júnior e Júnior; César Sampaio, Galeano, Alex e Pena; Euller e Basílio. Técnico: Luiz Felipe Scolari
Vasco
Hélton; Paulo Miranda, Odvan, Mauro Galvão e Gilberto; Amaral, Válber, Juninho e Alex Oliveira (Viola); Edmundo e Romário. Técnico: Antônio Lopes
Árbitro: Jorge Travassos (RJ)
Estádio: Morumbi, em São Paulo
Horário: 21h40