Curitiba - Depois de uma semana de muito treinamento, o Rexona está pronto para tentar se reabilitar na Superliga Feminina de Vôlei. A equipe, bicampeã da competição, enfrenta o Blue Life/Pinheiros, amanhã, às 20h30 no ginásio do Pinheiros, em São Paulo, na penúltima partida da fase classificatória.
A estatística dos confrontos entre as duas equipes pela Superliga dá ampla vantagem ao time de Curitiba. Em 14 jogos, foram 12 vitórias do Rexona com somente duas derrotas. Alheio aos números, o técnico Helio Griner resume em uma frase como quer o time em quadra. ''Quero ver o Rexona jogando com a alegria e o padrão de jogo que apresentou no primeiro turno'', disse, numa referência às seis vitórias consecutivas.
A capitã Walewska reforça as palavras do treinador. Na opinião de Wal, esse é um grupo de jogadoras muito bom e que merece bons resultados. ''Além da alegria, é importante coragem na quadra. Nesta equipe conseguimos algo muito difícil: reunir as 12 atletas com cumplicidade. Nunca participei de um grupo onde todas fossem tão unidas. Todas sabem que podem contar umas com as outras e que as 12 estão se esforçando para dar o melhor em quadra'', completou.
Terceiro lugar na classificação geral, o Rexona precisa vencer os dois últimos jogos do returno para assegurar a colocação sem depender de resultados do ACF/Campos, quarto na classificação geral. Os quatro primeiros colocados têm o direito de escolher o local da primeira partida da série melhor de três das quartas-de-final.