|
  • Bitcoin 102.694
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 13/06/2022, 16:28

Retorno de Ângelo dá esperança ao Santos de melhorar produção ofensiva

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 13 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Depois de 11 jogos afastado, Ângelo retornou ao Santos no segundo tempo contra o Atlético-MG, no último sábado (11) e mudou a cara da equipe. Mesmo entrando logo após a expulsão de Lucas Pires, o atacante tomou conta do lado direito do ataque e sofreu a falta que originou o pênalti —convertido por Rwan— para o clube buscar o empate por 1 a 1, no Mineirão.

Agora, o Santos se prepara para ir ao Rio Grande do Sul enfrentar o Juventude, nesta terça-feira (14), no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time do litoral paulista ocupa a décima posição, com 14 pontos em 11 jogos, enquanto o clube gaúcho é vice-lanterna da Série A, com dez pontos em 11 jogos, e busca vitória para fugir da zona de rebaixamento.

O clube alvinegro praiano vinha sofrendo demais para furar as defesas adversárias em sua ausência. Nos sete jogos anteriores ao duelo contra o Atlético-MG, contando todos torneios, o Santos havia deixado o campo sem balançar as redes adversárias em três oportunidades e fez apenas cinco gols, o que dá uma média de 0,71 gol/jogo.

Com a jovem promessa de 17 anos em campo, o Santos ainda está invicto na Série A do Brasileiro. O atleta fez sua quarta partida no último sábado, com duas vitórias e dois empates. Ou seja, com ele em ação, o time fez oito pontos em quatro rodadas, já sem ele, fez apenas seis em sete partidas.

No Mineirão, Ângelo chamou a responsabilidade e foi o responsável por puxar a maioria dos contra-ataques, sempre levando muito perigo para a defesa adversária, que só o parou com muitas faltas. Estas faltas deixaram o lateral esquerdo Guilherme Arana e os volantes Allan e Jair pendurados com cartão amarelo e deram ainda mais liberdade para que Ângelo desequilibrasse o confronto.

"Fez 30 minutos muito bons e sentiu a falta de estar competindo contra jogadores que estão com ritmo. Ele está tendo que voltar. Creio que nos ajudou, fez um bom jogo e teve chances, mas não estava disponível para mais minutos, não podemos retroceder na recuperação", destacou o técnico Fabián Bustos na coletiva após o jogo. "É um menino muito jovem, de uma condição enorme. Vamos seguir dando minutos e minha ideia é que retome a titularidade, pois ele estava bem e era titular."

RWAN SE DESTACA E BRUNO OLIVEIRA TAMBÉM ENTRA BEM

Com Ângelo, o trio de ataque do Santos cresceu muito de produção. Rwan, que vinha se sacrificando no lado direito, passou a atuar centralizado, onde se encaixa melhor e leva mais perigo. Cobrou muito bem a penalidade e deixou tudo igual. Mesmo com câimbras, seguiu em campo e atraiu bem a marcação para dar espaço a Bruno Oliveira.

Este último entrou aos 26 minutos da segunda etapa e também foi essencial para o crescimento ofensivo do elenco alvinegro. O meia, que estava esquecido com Bustos, vem recuperando espaço e pedindo oportunidade entre os titulares da equipe. Meia de origem, é capaz de ler bem o jogo e oferece características ao time que os demais jogadores do elenco não possuem.

Aberto pela esquerda, deu opção para Ângelo, que inverteu duas bolas precisas para Bruninho já nos acréscimos. Em ambas, ele bateu cruzado, tirando de Everson, mas o goleiro conseguiu se esticar para espalmar. Na segunda tentativa, que foi o último lance do embate, a bola ainda bateu na trave após o desvio do defensor.

Para a partida desta terça-feira, o ataque do Santos contará com reforços importantes -o atacante Marcos Leonardo está de volta após defender a Seleção Sub-20, e o meia-atacante Jhojan Julio, que desfalcou o time nas últimas rodadas após sentir incômodo muscular, também está à disposição.

Em compensação, o time alvinegro tem como desfalques: o lateral-direito Madson, que teve lesão na coxa esquerda constatada; o zagueiro Kaiky, preservado pela comissão técnica após atuar na Seleção Sub-20; o atacante Leo Baptistão, que sofreu lesão na coxa esquerda e está em transição; e o lateral-esquerdo Lucas Pires, que foi expulso na partida contra o Atlético-MG e cumpre suspensão. Ângelo deve iniciar novamente no banco de reservas, seguindo o planejamento da comissão de não acelerar o retorno do jogador.

Sendo assim, uma possível escalação inicial do Santos tem: João Paulo; Auro, Maicon, Eduardo Bauermann e Felipe Jonatan; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo e Sandry; Rwan, Bryan Angulo (Marcos Leonardo) e Lucas Braga (Jhojan Julio).

O Juventude, por sua vez, será desfalcado pelo goleiro Felipe Alves, que se recupera de lesão, pelo zagueiro Vitor Mendes e o volante Jean-Irmer, que tomaram o terceiro cartão amarelo na última rodada e cumprem suspensão. Uma provável escalação do técnico Eduardo Baptista tem: César; Paulo Henrique (Rodrigo Soares), Thalisson, Rafael Forster e William Matheus;Yuri Lima, Jadson e Chico; Marlon, Capixaba e Isidro Pitta.

Estádio: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Horário: Às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (14)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Transmissão: SporTV e Premiere