Ed Carlos Rocha
De Curitiba
O Coritiba inicia hoje, contra o Juventude, às 20h30, no Couto Pereira, em Curitiba, a corrida pelos seis pontos que podem levá-lo à próxima fase da Copa Sul-Minas. Com chances remotas de ainda ser o primeiro colocado do Grupo C, no qual o Cruzeiro é o líder, o Alviverde fica com a vaga como segundo melhor no índice técnico entre todos os grupos se passar pelo time gaúcho e também pelo Grêmio Maringá, no próximo domingo, em Maringá.
E para tentar a vitória nesta noite, a equipe ganha dois reforços de peso. O meia Mozart, campeão Pré-Olímpico pela Seleção Brasileira no último domingo, em Londrina, e Leandro Tavares, que cumpriu suspensão automática contra o Cruzeiro no último domingo, estão confirmados.
A volta mais esperada é a de Mozart. O jogador, que esteve envolvido numa negociação entre Coritiba e Flamengo, que acabou não acontecendo, deverá ser um dos focos centrais no time até ser negociado novamente, provavelmente com um clube europeu, segundo garante o presidente João Jacob Mehl.
Mozart disse que no momento o que importa é a classificação do Coritiba para a próxima fase. ‘‘Sei que ainda posso me transferir para outro clube, mas quero pensar apenas no Coritiba. Se acontecer uma negociação que for boa para mim e para os clubes, tudo bem, mas não vou mais ficar pensando nisso’’, garantiu o jogador.
A diretoria do Coritiba até cogitou dar uma semana de férias para o meia, mas decidiu protelar o descanso para depois da participação da equipe na Sul-Minas. Quem agradece é o técnico Jair Pereira, que não vacilou em escalar o atleta. ‘‘Se ele estava na seleção você acha que não vai ter lugar no time do Coritiba?’’.
Mozart vai jogar no lugar de Veiga. Para a entrada de Leandro Tavares quem sai é Carlos Zara. De qualquer forma, Zara nem poderia jogar. Ele está com uma infecção no testículo em virtude de uma pancada ocorrida ainda no treino da sexta-feira passada e ficará uma semana afastado dos treinamentos.
Os jogadores falam em ‘‘partir para cima’’ do Juventude para conseguir os três pontos. ‘‘Não tem outro jeito. Só a vitória vai deixar a gente ainda com chances de conseguir a classificação e temos que atacar desde os primeiros minutos’’, disse o meia João Santos.
Para o meia Leandro, o fator casa deve ser preponderante para a vitória. Segundo ele, o exemplo da partida contra o Cruzeiro ainda pelo primeiro turno da competição, em que o Coritiba venceu por 2 a 1, tem que ser seguido. ‘‘Jogamos bem porque fomos para cima do adversário, sempre empurrados pela torcida. Temos que ter esse apoio para aumentar a confiança de cada jogador’’, afirmou.
O atacante Cléber compartilha da idéia. ‘‘A torcida tem que nos apoiar nesse momento de decisão, já que nem o empate serve para a gente’’.
Juventude – Problemas é o que não faltam ao técnico Valmir Louruz, do Juventude. O lateral-esquerdo Dênis sentiu uma fisgada na virilha e é dúvida. Além disso, o meia Lauro cumprirá suspensão, entrando Marcão em seu lugar. É o mesmo caso de Adriano, que cederá sua vaga no ataque a Tiba. Para completar, Cris, machucado, também não poderá enfrentar o Coritiba.

NO COUTO PEREIRA
Coritiba
Gilberto; Reginaldo Araújo, Leonardo, Flávio e Luis Carlos; Ataliba, Mozart, João Santos e Leandro Tavares; Cléber e Marquinhos. Técnico: Jair Pereira
Juventude
Wellerson; Márcio, Pícoli, Vanderlei e Dênis (Luciano); Marcão, Djair, Caco e Wallace; Tiba e Maurílio. Técnico: Valmir Louruz
Árbitro: Clevir Assunção Gonçalves (MG)
Estádio: Couto Pereira, em Curitiba
Horário: 20h30