|
  • Bitcoin 102.225
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5653
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 27/02/2022, 18:37

Rebaixado, Paraná vive a iminência do fim

Tricolor corre o sério risco de ficar sem calendário nacional ano que vem, já que disputará a Série D do Brasileiro neste ano

PUBLICAÇÃO
domingo, 27 de fevereiro de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A queda à Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense com uma rodada de antecedência aumenta o calvário do Paraná e faz surgir a perspectiva de que o clube, que chegou a ser pentacampeão estadual nos anos 90 e disputou a Séria A do Brasileiro pela última vez há apenas quatro anos (em 2018), venha a fechar as portas.  

Imagem ilustrativa da imagem Rebaixado, Paraná vive a iminência do fim Imagem ilustrativa da imagem Rebaixado, Paraná vive a iminência do fim
|  Foto: Oscar Felipe/Paraná Clube
 

Isso porque o Paraná corre o sério risco de ficar sem calendário nacional ano que vem, já que disputará a Série D do Brasileiro neste ano na condição de rebaixado da Série C em 2021. Caso não consiga o acesso à C, o time não terá como garantir vaga na D em 2023 por estar fora do Campeonato Paranaense. 

O tricolor sacramentou a queda à Segundona estadual com a derrota em casa para o União Beltrão (3 a 1) e a vitória do Rio Branco sobre o Londrina (2 a 1), em Paranaguá, em jogos realizados no sábado (26) pela penúltima rodada. O jogo na Vila Capanema, em Curitiba, precisou ser encerrado antes do tempo regulamentar por conta da invasão de torcedores paranistas ao gramado. 

Na lanterna, com 4 pontos, o time curitibano não pode mais passar o Azuris, primeiro fora da ZR, com 8. O Rio Branco, que tinha 6, foi a 9 e depende só dele para evitar o rebaixamento (basta vencer o próprio Paraná, em casa, na última rodada). 

Na parte de cima da tabela, o Maringá assumiu a liderança provisória ao vencer o Cascavel em casa (1 a 0), também no sábado, chegando aos 19 pontos. O Operário subiu para segundo, com 18, após derrotar ontem o Athletico por 2 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Coritiba, que também tem 18, pode retomar a ponta amanhã (1), quando enfrentará o Azuris em Pato Branco, no encerramento da rodada. O Cianorte venceu ontem em casa o São-joseense por 2 a 0 e chegou aos 17 pontos, empurrando o Londrina para a sétima posição, com 15.