|
  • Bitcoin 102.045
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 09/06/2022, 11:57

Quase todos os reforços mais caros do futebol viraram decepções

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 09 de junho de 2022

ARTHUR SANDES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Apenas 12 jogadores foram transferidos por 100 milhões de euros ou mais (cerca de R$ 510 milhões) em toda a história do futebol. Curiosamente, porém, estar nesta lista dos mais valorizados nem sempre faz bem à carreira do atleta vendido: quase todos os mais caros da história viraram decepções retumbantes.

A dupla mais cara da história do futebol é do PSG e de forma alguma pode ser considerada uma decepção: Neymar e Mbappé custaram juntos mais de 400 milhões de euros (R$ 2 bilhões atualmente) e têm jogado muita bola já há alguns anos, apesar de o clube ainda não ter uma Liga dos Campeões.

O mesmo critério vale para Cristiano Ronaldo na Juventus por 100 milhões de euros: sem Champions League, mas com muito futebol. O camisa 7 provou ainda ser uma máquina de gols, foi o mais rápido a marcar 100 vezes pelo clube (101 gols em 134 jogos) e foi bicampeão italiano. Decepção mesmo, de verdade, aparece nos outros nomes deste ranking.

JOÃO FÉLIX SUBSTITUIU GRIEZMANN (E AMBOS FORAM MAL)

Na metade de 2019, quando vendeu Griezmann para o Barcelona, o Atlético de Madri usou todo o dinheiro da transferência e mais um pouco para buscar um substituto nove anos mais novo no Benfica: João Félix. Foi um burburinho enorme, porque ambos criavam grandes expectativas na Espanha em meio ao domínio do Real Madrid, o rival de ambos. Acontece que nenhum deles estourou como se esperava: somaram apenas 65 gols desde então, e Griezmann inclusive voltou ao Atlético por empréstimo na temporada passada.

COUTINHO, DEMBÉLÉ E AS MÁS ESCOLHAS DO BARCELONA

Griezmann, aliás, foi o terceiro contratado de uma sequência de más escolhas do Barcelona. Phillippe Coutinho foi contratado no mesmo mês em que Neymar foi ao PSG, em 2017, mas nunca conseguiu ser um sucessor à altura. No ano seguinte foi a vez de Dembélé, que agora sai de graça sem nunca ter correspondido. E em 2019 foi Griezmann. Três atacantes de estilos parecidos, e nenhum correspondeu. O trio custou cerca de 350 milhões de euros (R$ 1,8 bilhão) ao time catalão.

RECORDES DOS INGLESES VIROU DESENCANTO

Manchester United, City e Chelsea estabeleceram recordes de transferência que viraram (ou podem virar) grandes desgostos. Paul Pogba se tornou o jogador mais caro da história em 2016, causou um frenesi enorme e disse ser "o clube certo" para ele na época. Depois da Liga Europa e da Copa da Liga Inglesa vencidas no primeiro ano, porém, a carruagem virou abóbora. Ele brigou com José Mourinho, motivou um debate interminável sobre sua posição ideal, sofreu com depressão e caiu de produção até sair de graça.

Os casos de Lukaku e Grealish podem ser diferentes. O belga parece deslocado em seu retorno ao Chelsea e não faz mistério sobre sua intenção de (um dia, quem sabe) voltar à Internazionale, onde foi tão feliz. Já o meia inglês já disse publicamente que Guardiola não lhe dá muita liberdade em campo, o que limita seu jogo no City. Ambos, no entanto, chegaram há um ano e ainda podem dar a volta por cima.

REAL MADRID E A SÍNDROME DOS PONTOS CAROS

Gareth Bale era uma locomotiva no Tottenham e desejado por todos os clubes do mundo. Como jogador mais caro da história, fez pelo menos três temporadas muito boas e venceu tudo o que poderia no Real Madrid, por isso talvez seja injusto compará-lo aos outros "flops" da lista. Ainda assim, entrou em uma espiral de lesões, priorizou até o golfe e já faz quatro anos que não é mais o mesmo. Agora está livre no mercado.

Algo semelhante tem acontecido com Eden Hazard, a grande contratação do Real em 2019. Ele nunca conseguiu ter uma sequência decente, tomou um banho na disputa por posição com Vinícius Jr. e foi atropelado em meio à renovação do elenco merengue: Rodrygo, que chegou junto com ele, tem o triplo de gols: 18 a seis. O belga agora promete uma reviravolta no clube.

MAIORES TRANSFERÊNCIAS DO FUTEBOL (VALORES NOMINAIS)

Neymar (Barcelona - PSG) - 222 milhões

Mbappé (Mônaco - PSG) - 145 milhões

João Félix (Benfica - Atlético de Madri) - 126 milhões

Phillippe Coutinho (Liverpool - Barcelona) - 120 milhões

Antoine Griezmann (Atlético de Madri - Barcelona) - 120 milhões

Jack Grealish (Aston Villa - Manchester City) - 117 milhões

Romelu Lukaku (Internazionale - Chelsea) - 115 milhões

Ousmane Dembélé (Dortmund - Barcelona) - 105 milhões

Paul Pogba (Juventus - Manchester United) - 105 milhões

Gareth Bale (Tottenham - Real Madrid) - 100,8 milhões

Eden Hazard (Chelsea - Real Madrid) - 100 milhões

Cristiano Ronaldo (Real Madrid - Juventus) - 100 milhões