|
  • Bitcoin 103.064
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5573
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 15/06/2022, 13:39

Prefeito de Betim detalha proposta de Arena do Cruzeiro que fará a Ronaldo

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 15 de junho de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Vittorio Mediolli, prefeito da cidade de Betim, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, detalhou na manhã desta quarta-feira (15), em entrevista coletiva, o modelo de Parceria Público-Privada (PPP) que pretende apresentar a Ronaldo Nazário para a construção de um estádio para o Cruzeiro no município.

A obra seria realizada a cerca de 8 km de onde se encontra a Arena MRV, do Atlético-MG, que tem previsão de inauguração para o ano que vem.

O Cruzeiro, de acordo com o prefeito, já está analisando a proposta. No entanto, independentemente da aceitação do clube, o empreendimento será construído. Uma reunião entre Mediolli e Ronaldo está prevista para os próximos dias, uma vez que o Fenômeno ficará no Brasil até o fim do mês de junho. Em contato com o clube celeste, não houve retorno sobre a análise da proposta ou do encontro com Mediolli.

"Foi oferecido ao Cruzeiro. Não terá nenhum investimento por parte do clube, que poderá explorar direitos comerciais na arena, mais ou menos na proporção do Palmeiras em seu estádio, com prioridade de uso. Se houver conflito com outro evento, a empresa que será criada para gerir o estádio providenciará outro local para o jogo", disse Mediolli.

Segundo Mediolli, o projeto está em andamento e deverá ser finalizado em 15 dias. A arena possui inspiração no estádio do Athletico-PR, com teto retrátil, e capacidade para 45 mil pessoas para jogos de futebol e mais de 50 mil para eventos musicais. De acordo com o político, uma área de 100 mil metros quadrados já está reservada pela prefeitura para a construção.

Ainda de acordo com Mediolli, o projeto foi oferecido ao Cruzeiro sem gerar custos para o clube, uma vez que já há parceiros privados interessados na construção da arena multiuso. O investidor escolhido terá que aplicar cerca de R$ 450 milhões na obra, enquanto a prefeitura entrará com a disponibilização do terreno e em troca terá direito a 20% dos direitos comerciais da arena. Em caso de aceite, o Cruzeiro receberá a quantia aproximada de R$ 150 milhões, segundo o prefeito.

"O Cruzeiro terá participação de 80% na bilheteria (líquida). Os outros 20% ficam para os custos. O Cruzeiro poderá comercializar seus direitos para seus jogos, em termos de cadeira, camarote, e alcançar uma renda de R$ 150 milhões, ou até mais", completou Mediolli.