|
  • Bitcoin 101.558
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 05/06/2022, 18:53

Portugal goleia Suíça com show de CR7 e lidera grupo na Liga das Nações

PUBLICAÇÃO
domingo, 05 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em mais uma atuação decisiva de Cristiano Ronaldo, Portugal não teve dificuldades e goleou a Suíça por 4 a 0, na tarde deste domingo (5), no estádio José Alvalade, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga das Nações.

CR7 participou dos três primeiros gols do jogo, todos marcados no primeiro tempo. O craque cobrou a falta que originou o rebote para William Carvalho marcar o primeiro e anotou os outros dois em um intervalo de quatro minutos. Na etapa final, João Cancelo transformou o resultado em goleada.

Com a vitória, a primeira no torneio, Portugal assumiu a liderança do Grupo 2, com quatro pontos, mesma pontuação que a República Tcheca, que empatou com a Espanha (terceira colocada, com dois pontos) por 2 a 2, também neste domingo (5), em Praga. Os portugueses levam a vantagem sobre os tchecos por 4 a 1 no saldo de gols. Adversária da seleção brasileira na Copa do Mundo do Qatar, a Suíça, por sua vez, segue sem somar pontos e ocupa a lanterna da chave.

A próxima rodada será na quinta (9), às 15h45 (de Brasília). Portugal enfrenta a República Tcheca e atua novamente no estádio José Alvalade, enquanto a Suíça recebe a Espanha, em Genebra.

JOGO

Logo na primeira chegada ao ataque, a Suíça abriu o placar. Após cobrança de escanteio e bate-rebate na área, Seferovic marcou. O lance, porém, acabou anulado após checagem no VAR, que flagrou um toque no braço de Schär na jogada.

A resposta de Portugal foi rápida. Depois do susto da Suíça, os donos da casa conseguiram sair na frente, aos 15 minutos da etapa inicial. Otávio foi derrubado na entrada da área, e a arbitragem marcou falta. Cristiano Ronaldo mandou uma bomba (com desvio) na cobrança, e William Carvalho só empurrou para o gol após Kobel espalmar para frente.

Apesar de ter participado do lance do primeiro gol, o início de Cristiano Ronaldo foi tímido, com pouca produção ofensiva. Tudo voltou ao normal na reta final do primeiro tempo. Ele marcou duas vezes, uma aos 35 e outra aos 39, em lances típicos de centroavante para praticamente definir a partida.

A mãe de Cristiano Ronaldo, Maria Dolores dos Santos Aveiro, estava presente nas arquibancadas do estádio e se emocionou com os gols do filho pela seleção.

CR7 poderia ter feito mais dois no fim do primeiro tempo, mas desperdiçou duas chances claríssimas. Pepe ainda acertou a trave na etapa inicial, que poderia ter terminado com goleada portuguesa.

Logo na primeira chegada de Portugal no segundo tempo, CR7 tabelou com Diego Jota e chegou ao terceiro no jogo, mas o gol foi anulado. O astro estava à frente e foi flagrado em posição irregular pelo bandeirinha.

O quarto gol de Portugal contou com um toque de Manchester City. Cancelo aproveitou lançamento de Bernardo Silva, que havia acabado de entrar, para se livrar de Kobel e mandar para o gol vazio. 4 a 0, goleada consumada e festa da torcida portuguesa.

FICHA TÉCNICA

PORTUGAL 4 X 0 SUÍÇA

Competição: Liga das Nações, 2º rodada do Grupo 2

Local: estádio José Avalade, em Lisboa (Portugal)

Data e horário: 5 de junho de 2022, às 15h45 (de Brasília)

Árbitro: Orel Grinfeeld (ISR)

Assistentes: Roy Hassan (ISR) e Idan Yarkoni (ISR)

VAR: Bastian Dankert (ALE)

Cartões amarelos: Bruno Fernandes (POR); Schär, Steffen e Embolo (SUÍ)

Gols: William Carvalho (POR), aos 15 minutos do primeiro tempo; Cristiano Ronaldo (POR), aos 35 minutos e aos 39 minutos do primeiro tempo; e João Cancelo (POR), aos 23 minutos do segundo tempo.

PORTUGAL

Rui Patrício; João Cancelo, Pepe, Danilo e Nuno Mendes; William Carvalho (Matheus Nunes), Otávio (Rafael Leão) e Rúben Neves (João Palhinha); Cristiano Ronaldo, Diogo Jota (Bernardo Silva) e Bruno Fernandes (Gonçalo Guedes). Técnico: Fernando Santos.

SUÍÇA

Kobel; Mbabu, Frei, Schär e Rodríguez (Okafor); Sow (Gavranovic) e Xhaka; Steffen (Bottani), Shaqiri (Freuler) e Lotomba; Seferovic (Embolo). Técnico: Murat Yakin.