|
  • Bitcoin 104.642
  • Dólar 5,3288
  • Euro 5,5594
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 01/06/2022, 17:47

Polônia vira sobre o País de Gales e estreia com vitória na Liga das Nações

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 01 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Já classificada para a Copa do Mundo do Qatar, a Polônia venceu, por 2 a 1, o País de Gales nesta quarta-feira (1º), no estádio de Wroclaw, em jogo válido pela abertura da Liga das Nações. Os gols saíram no segundo tempo, com Jonathan Williams, para o País de Gales, e Jakub Kaminski e Swiderski para Polônia.

Com a cabeça no confronto do fim de semana, entre o vencedor de Escócia e Ucrânia, que vale vaga para a Copa do Mundo do Qatar, o técnico Robert Page poupou vários titulares, inclusive a grande estrela galesa Gareth Bale. Enquanto Michniewicz, que assumiu a seleção após a saída de Paulo Sousa para o Flamengo, optou por força máxima.

O jogo começou morno, sem grandes chances para nenhuma das duas equipes. Os gols só saíram na segunda etapa, com o técnico Michniewicz, da Polônia, promovendo boas substituições, que mudaram o desenho do jogo, após o País de Gales abrir o placar.

Com o resultado, a Polônia somou os primeiros três pontos e assumiu a liderança do grupo D, que ainda tem Bélgica e Holanda. As duas equipes se enfrentam ainda nesta quarta-feira. Apenas os dois primeiros colocados da Liga das Nações avançam para a próxima fase na Liga A, enquanto os lanternas são rebaixados para a Liga B.

Sem Gareth Bale, que foi poupado pelo técnico Robert Page, para o play-off contra o vencedor de Escócia e Ucrânia, os holofotes voltaram exclusivamente para o polonês Robert Lewandowski. O centroavante, que anunciou nesta semana que não quer continuar no Bayern de Munique, participou de quase todas as jogadas ofensivas da Polônia no primeiro tempo, mas só teve uma chance de gol, que parou na boa defesa do goleiro Ward.

Lewandowski voltou a ter uma nova oportunidade aos 12 minutos, mas bateu para fora. O atacante, no entanto, foi flagrado em posição de impedimento.

No segundo tempo, o grande nome da Polônia participou efetivamente do gol da virada do time de Michniewicz, Lewa recebeu pela esquerda e chutou, no bate rebate, a bola sobrou para Swiderski, que conseguiu o chute e virou o jogo.

O jogo começou equilibrado e burocrático, com nenhuma das duas equipes criando chances efetivas. Nos dez primeiros minutos, apenas um ataque para cada lado. A Polônia tentou aos três minutos, com uma cabeçada com Zielinski, que passou a esquerda do goleiro Ward. O País de Gales demorou sete minutos para responder, com um chute de Levvit de fora da área. Grabara defendeu em dois tempos.

Aos 20 minutos, o craque Lewandowski quase abriu o placar com um golaço. Depois de dominar na esquerda e disparar, deixando os marcadores para trás, o camisa 9 invadiu a área e finalizou rasteiro para a grande defesa do goleiro Ward.

No decorrer do primeiro tempo, no entanto, o time galês mostrou mais efetividade e trouxe emoção à partida, aos 25 minutos. Burns recebeu cruzamento à meia altura na entrada da área e chutou de primeira. A bola desviou em Goralski e saiu pela linha de fundo. Pouco depois, James conduziu a bola pela esquerda, invadiu a área e chutou rasteiro. A bola passou tirando tinta da trave de Grabara.

Aos 39 minutos, a Polônia mais uma chance de abrir o placar, mas Bulska furou na frente de Ward após cruzamento pela esquerda de Puchacz.

O técnico Robert Page promoveu três mudanças para o segundo tempo, trocando seus dois atacantes e tirando o goleiro Ward para a entrada de Hennessey. Matondo, que entrou no lugar de Daniel James, mostrou serviço logo aos três minutos. Ele recebeu pela direita, invadiu a área e finalizou cruzado, obrigando Grabara a desviar com os pés.

O País de Gales, que vinha melhor na partida, foi recompensado aos seis minutos, com gol de Jonathan Williams. O camisa 18 recebeu na entrada da área e chutou forte de direito. A bola ainda quicou, enganando o goleiro polonês, e só parou no fundo da rede.

O gol galês obrigou o técnico Michniewicz a promover mudanças. Ele tirou Klich para a entrada do também volante Zurkowski, e colocou o atacante Jakub Kaminski no lugar do volante Goralski.

As mudanças deram resultado. Kaminski empatou após boa jogada e cruzamento de Puchacz pela esquerda. O atacante dominou bonito antes de chutar sem chance para o goleiro Hennessey. Aos 39 minutos, Lewandowski recebeu dentro da área o passe de Kaminski, que tambem entrou no segundo tempo, e conseguiu o chute. A bola desviou em dois defensores galeses e sobrou para Swiderski, que tirou bem do goleiro e virou o jogo.

POLÔNIA

Grabara, Bereszynski, Glik, Bednarek, Puchacz (Swiderski), Krychowiak (Grosicki), Klich (Zurkowski), Goralski (Kaminski), Zielinski, Buksa (Zalewski), Lewandowski. T.: Michniewicz

PAÍS DE GALES

Ward (Hennessey), Gunter, Mepham, Norrington-Davies, Smith, Morrell, Levitt, Burns (Neco Williams), Jonathan Williams (Thomas), Daniel James (Matondo), Moore (Harris). T.

Estádio: Municipal de Wroclaw, Polônia

Árbitro: Rade Obrenovic (SVN)

Assistentes: Grega Kordez e Aleksandar Kasapovic (SVN)

Cartões amarelos: Morrell (PAI); Bereszynski (POL)

Gols: Jonathan Williams (PAI), aos 6', Jakub Kaminski (POL), aos 26',e Swiderski (POL), aos 39'/2º T.