|
  • Bitcoin 121.421
  • Dólar 5,1665
  • Euro 5,2456
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 26/02/2022, 13:34

Polônia e Suécia se negam a enfrentar Rússia na repescagem para a Copa

PUBLICAÇÃO
sábado, 26 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de a Federação Polonesa de Futebol anunciar, neste sábado (26), que o país não pretende enfrentar a Rússia na repescagem das Eliminatórias europeias da Copa do Mundo do Qatar, a Suécia adotou o mesmo posicionamento em protesto à invasão da Ucrânia.

"Seja qual for a decisão da Fifa, não jogaremos contra a Rússia em março", afirmou o presidente da federação sueca, Karl-Erik Nilsson, em comunicado.

A partida entre Polônia e Rússia está prevista para 24 de março, em Moscou, pela semifinal da repescagem. A Suécia enfrentará a República Tcheca e, caso vença, jogará em 29 de março com os ganhadores da outra semifinal, possivelmente os russos.

O governo sueco também solicitou neste sábado a exclusão completa da Rússia de todas as competições esportivas como medida contra o ataque à Ucrânia.

Estocolmo quer convencer o resto dos países da União Europeia a "boicotar os laços esportivos" com a Rússia "enquanto durar a invasão da Ucrânia", anunciou o ministro sueco dos Esportes, Anders Ygeman.

A Suécia propõe um boicote a todas as competições planejadas na Rússia e que nenhum atleta russo seja permitido de participar de competições em solo europeu.

O capitão da seleção polonesa, Robert Lewandowski, eleito duas vezes o melhor jogador do mundo, apoiou o posicionamento da federação polonesa.

"É a decisão certa. Não consigo imaginar jogar contra a Rússia em uma situação de agressão armada na Ucrânia", escreveu no Twitter.