Gil de Ferran garantiu ontem, em Fontana, o título mais importante de sua carreira. Foi sua primeira conquista desde o Campeonato Inglês de F-3, em 1992. Nascido em Paris, na França, Ferran mudou para o Brasil quando ainda tinha nove meses. Começou sua carreira correndo de kart, em 1982. No ano seguinte, conquistou seu primeiro título, no Paulista da categoria. De 1985 a 1987, Ferran disputou a F-Ford no Brasil. Em seu último ano na categoria, conquistou o campeonato. Ao mesmo tempo em que corria, frequentava a faculdade de engenharia mecânica na Universidade Mauá-SP.
Em 1988, mudou-se para a Inglaterra para dedicar-se exclusivamente ao automobilismo. Até 1989 disputou a F-Ford inglesa. Sua melhor colocação no campeonato foi um terceiro lugar. Em 1990, o brasileiro disputou a F-Vauxhall inglesa e o Europeu de F-Opel. No ano seguinte, participou do Inglês de F-3, no qual foi campeão em 1992, com sete vitórias durante a temporada.
Em 1993 e 1994, correu a F-3000. Em seu primeiro ano, venceu três provas e terminou em quarto no campeonato. Em sua segunda temporada, subiu uma posição e terminou em terceiro lugar. Ferran transferiu-se então para a Indy, na equipe Hall. Em seu primeiro ano, conquistou o título de novato do ano. Também em 1995 venceu sua primeira corrida na Indy, em Laguna Seca. Em 1997, disputou o título com o italiano Alessandro Zanardi, da Ganassi, mas acabou perdendo.
Segundo Ferran, a diferença – entre as disputas pelos títulos daquele ano e deste – foi que em 1997 ele só tinha condições matemáticas de vencer. ‘‘Em 97, a gente foi pegando os pontos que os outros deixavam escapar. A gente não tinha condição de disputar o campeonato, por isso se aproveitava dos erros dos outros.’’