|
  • Bitcoin 121.772
  • Dólar 5,2133
  • Euro 5,3363
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/07/2022, 19:13

Pedro Raul decide no fim, e Goiás bate o Coritiba na abertura do returno

PUBLICAÇÃO
sábado, 30 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Na abertura do returno do Campeonato Brasileiro, o Goiás contou com faro artilheiro de Pedro Raul para vencer o Coritiba por 1 a 0 neste sábado (30). O jogo morno caminhava para um justo empate sem gols até que o goleador mandou de cabeça para o gol e garantiu a festa da torcida na Serrinha, em Goiânia.

Em tarde com uma atuação bem abaixo dos dois times, o Coritiba levou mais perigo no primeiro tempo, parando em Tadeu. Depois do intervalo, o jogo caiu de intensidade e teve poucos lances de perigo até Pedro Raul, vice-artilheiro do torneio com 11 gols, balançar a rede, aos 34'.

Com a vitória, o Esmeraldino ultrapassa o adversário na tabela e chega, provisoriamente, ao 11º lugar, com 25 pontos. O Coxa segue com 22 e cai para 14º.

QUEM FOI BEM: TADEU

Mais uma vez, o goleiro salvou Esmeraldino. Com uma defesa totalmente no reflexo e outra que exigiu muita habilidade e elasticidade, ambas no fim da primeira etapa, o defensor garantiu que a defesa não fosse vazada.

QUEM FOI MAL: NICOLAS

Em um dia que os dois times foram mal, o atacante do Goiás fica como o pior pela falta de participação. Sem aparecer em campo, foi substituído aos 26' da segunda etapa para a entrada de Renato Junior.

ATUAÇÃO DO GOIÁS

Jair Ventura armou um time em tese ofensivo, mas que não conseguiu furar o bloqueio com três zagueiros adotado pelo clube paranaense. Insistindo muito em tentar criar pelo meio, o Esmeraldino não conseguiu entrar na área e pouco exigiu de Alex Muralha. Porém, a equipe mudou de postura depois do intervalo, dando mais a bola para o rival e apostando na transição rápida. A equipe cresceu de produção e conquistou o triunfo.

ATUAÇÃO DO CORITIBA

Se não tinha tanto a bola, o Coxa conseguia realizar a transição rápida e encontrar os espaços na defesa adversária para finalizar ao gol. A equipe esteve mais perto do gol, contudo parou no goleiro Tadeu. No segundo tempo, caiu muito de produção e permitiu o triunfo do adversário.

CRONOLOGIA

Os primeiros 30 minutos até a parada da hidratação tiveram pouca emoção. Os visitantes tiveram as melhores chances com Alef Manga, que tentou por cobertura aos 11', e Adrián Martínez, que finalizou de dentro da área aos 17', mas a bola desviou e saiu pela linha fundo.

O Coxa melhorou depois da pausa e obrigou o goleiro Tadeu a fazer duas grandes defesas. Guillermo bateu à queima-roupa, aos 43'. Um minuto depois, Alex Manga pegou de primeira, mas o defensor conseguiu espalmar. Por fim, Alex Manga teve outra chance nos acréscimos, porém pegou fraco e facilitou a vida do arqueiro.

A partida esfriou ainda mais na volta do intervalo. Contudo, o cenário mudou com os mandantes sendo mais perigosos e apostando em contra-ataques. Pedro Raul aproveitou a boa reposição de Tadeu, aos 20', avançou pela direita e bateu cruzado, perto da trave.

Pedro Raul, então, voltou a decidir para o Goiás. Após cruzamento de Danilo Barcelos da esquerda, Dadá Belmonte desviou de cabeça e o goleador apareceu sozinho na segunda trave para garantir o triunfo dos mandantes. O Goiás ainda teve duas chances de ampliar. Aos 41, Caio Vinicius soltou a bomba e quase fez. Já nos acréscimos, Pedro Raul bateu cara a cara, entretanto Muralha salvou.

EGÍDIO É EXPULSO

O lateral esquerdo deixou o braço esquerdo e acertou Maguinho, aos 40' do segundo tempo. Nada foi marcado em campo, mas, após consulta no VAR, Wagner do Nascimento expulsou o defensor.

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois clubes enfrentam paulistas na 21ª rodada do Brasileirão. O Esmeraldino visita o Palmeiras no domingo (7), às 16h. Um dia depois, na segunda (8), às 20h, o Coxa recebe o Santos no Couto Pereira.

GOIÁS

Tadeu; Maguinho, Lucas Halter (Danilo Cardoso), Caetano e Juan Pablo (Danilo Barcelos); Auremir (Caio), Diego, Dadá Belmonte e Vinícius (Henrique Lordelo); Nicolas (Renato Junior) e Pedro Raul. Técnico: Jair Ventura

CORITIBA

Alex Muralha; Guillermo (Régis), Henrique e Luciano Castán; Matheus Alexandre, Willian Farias, Bruno Gomes (Trindade) e Egídio; Alef Manga, Igor Paixão e Adrián Martínez (Léo Gamalho). Técnico: Gustavo Morínigo

Estádio Halié Pinheiro (Serrinha), em Goiânia (GO)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Gol: Pedro Raul, aos 34'/2ºT (GOI)

Cartões amarelos: Maguinho (GOI); Adrián Martinez, Willian Farias (CTB)

Cartão vermelho: Egídio (CTB)