Saint Petersburg, Estados Unidos - O canadense Paul Tracy estreou com pé direito na temporada 2003 da Cart, ao vencer ontem o Grande Prêmio de Saint Petersburg, na Flórida. O piloto da Forsythe Racing, que havia largado na segunda posição, demorou apenas 35 voltas para se tornar o líder, aproveitando-se de problemas na suspensão do carro do estreante Sebastien Bourdais, que precisou de uma longa parada no boxe e terminou em 11º lugar.
Tracy provou que o ajuste no motor é fundamental para brigar pelo título, já que neste ano a Cart estipulou que todas as equipes usem o mesmo equipamento (Ford-Cosworth). O canadense teve média de 144,9 km/h, contra 144,7 km/h do mexicano Michel Jourdain Jr., que havia largado em quinto e chegou em segundo lugar. ''Isso foi ótimo para o começo de temporada. É muito bom voltar ao ciclo de vencedores'', disse Tracy.
A prova marcou a estréia do novo pacote técnico da Cart, no qual todos os carros são equipados com motor Ford-Cosworth turbo e pneus Brigestone. Há apenas duas opções de chassi: Lola e Reynard.
A primeira corrida do ano também foi favorável para os brasileiros. Bruno Junqueira, vice em 2002, terminou em terceiro, depois de ter largado em sétimo. O paulista Mario Haberfeld foi o quarto, mesmo correndo com o chassi Reynard, que durante os testes no início do ano era superado pelos chassis Lola. Haberfeld é um dos poucos pilotos que adotaram o Reynard e foi o mais bem colocado entre eles.
O carioca Roberto Pupo Moreno foi o brasileiro com melhor aproveitamento. Depois de sair na 15 posição, o piloto chegou em quinto. Emerson Fittipaldi também teve o que comemorar. Em sua estréia como dono de equipe, conseguiu um sétimo lugar com o piloto português Thiago Monteiro, que havia largado apenas em 16º.