|
  • Bitcoin 120.733
  • Dólar 5,0906
  • Euro 5,2449
Londrina

Violência

m de leitura Atualizado em 03/08/2022, 18:53

Para PM, torcedor do Paraná que morreu pode ter caído sozinho

Mauro Machado Urbim, presidente da torcida Fúria Independente, sofreu traumatismo craniano após ação da cavalaria da polícia militar

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 03 de agosto de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A Polícia Militar do Paraná trabalha com a hipótese que o torcedor do Paraná Clube Mauro Machado Urbim pode ter caído e batido a cabeça contra o chão, em razão de um tumulto provocado na Vila Capanema, no sábado (30), durante o confronto contra o FC Cascavel pela série D do Campeonato Paranaense. Urbim era presidente da torcida organizada Fúria Independente, sofreu um traumatismo craniano e morreu na segunda-feira (1º), em Curitiba. 

De acordo com a PM, cerca de 80 torcedores paranistas tentaram invadir o local reservado aos visitantes, sendo necessária a imediata intervenção do Regimento de Polícia Montada. Após repelir a ação, segundo a corporação, os policiais perceberam dois torcedores caídos, um sem gravidade. A versão dos torcedores é que ao tentar correr dos policiais, Urbim tropeçou e teve a cabeça pisoteada por um dos cavalos. 

"Recebemos várias versões. Uma que o senhor Mauro corria, tropeçou e bateu a cabeça no chão. Outra, que ele teria caído após tentar tirar uma bandeira. Nenhum policial relatou ou percebeu que um dos cavalos teria pisoteado o torcedor. Esta não é uma reação natural dos cavalos, que ao pisar em algo diferente do chão, tira o pé, sente medo. Não sabemos ainda como ele se lesionou e também não estamos nos isentando de qualquer responsabilidade", afirmou em entrevista coletiva o coronel Hudson Leoncio Teixeira, comandante geral da PM do Paraná. 

O comandante afirmou que foi aberto um inquérito militar para apurar as causas e que os 11 policiais da cavalaria envolvidos na situação já foram ouvidos. A PM realizou perícia no local e buscou imagens do estádio e do entorno. A Secretaria da Segurança Pública do Paraná informou que um inquérito também foi aberto na Polícia Civil para investigar o caso. 

Em nota, a torcida Fúria Independente diz que vai "lutar por justiça pelo assassinato do Mauro, pela prisão do criminoso e por grandes mudanças na conduta da Polícia Militar do Estado do Paraná". Mauro Machado Urbim era analista de ecommerce. Deixa esposa eu um filho. O Paraná Clube decretou luto por três dias. (Com Folhapress)

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link