|
  • Bitcoin 103.064
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5573
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/06/2022, 16:04

Palmeiras busca pontuação calculada por Abel para título no Brasileiro

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 08 de junho de 2022

DIEGO IWATA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras não perde no Campeonato Brasileiro desde a primeira rodada, quando foi surpreendido pelo Ceará, em casa. De lá para cá, o time conseguiu quatro vitórias e quatro empates. Atualmente, ocupa a segunda colocação, com 16 pontos, dois atrás do líder Corinthians.

Nesta quinta-feira (9), o adversário é o Botafogo, no Allianz Parque, em São Paulo, pela décima rodada da competição nacional. Uma nova vitória mantém o time em superávit contra os postulantes ao troféu e pode ser fundamental no cálculo final.

Levando em conta o que foi planejado no ano passado, o Palmeiras está quase dentro do desejado pela comissão técnica, mas tem uma dívida pequena em relação aos pontos que deveria ter conquistado contra times com pretensões menores na competição. Em compensação, somou mais pontos contra seus principais concorrentes do que o foi programado para o momento.

O Palmeiras tem hoje 16 pontos em 27 disputados. De acordo com o estipulado em 2021 e apresentado pelo próprio Abel, o time alviverde deveria ter 18 pontos.

Em seu livro "Cabeça fria, Coração quente", Abel Ferreira e sua equipe revelaram o planejamento de pontuação para o Brasileiro. Na edição de 2021, a meta era fazer 80 pontos no total —somou 66 e terminou em terceiro colocado. De acordo com o livro, essa foi a pontuação média necessária para o título nas últimas 11 edições do torneio.

Os pontos se originam de dois "potes" de times. Contra os times do primeiro pote, que eles chamaram de G8, deveriam vir 20 pontos em 48 disputados —aproveitamento de 41,6%. Os 60 restantes, em 66 disputados (90,9%), viriam do G11, com os demais times. Os pontos perdidos contra os times do G11 têm que ser recuperados contra equipes do G8.

No G8 de 2021 estavam os oito times contra quem o Palmeiras mais tinha dificuldade historicamente e os principais rivais: Flamengo, Atlético-MG, São Paulo, Corinthians, Internacional, Grêmio, Fluminense e Santos. Destes, o Grêmio hoje está na Série B.

Já no G11, estavam Athletico-PR, Red Bull Bragantino, Bahia (rebaixado), Fortaleza, Ceará, Atletico-GO, Sport (rebaixado), Chapecoense (rebaixada), América-MG, Cuiabá e Juventude.

Considerando que Avaí, Coritiba, Botafogo e Goiás foram promovidos à elite do Brasileiro para esta temporada, dentro do critério utilizado para 2021, a vaga do Grêmio no G8 ficaria com o Botafogo. O próprio Abel já deu declarações de que acredita que o clube carioca pode brigar pelo título. Os demais promovidos vão para o G11.

SOBRANDO CONTRA OS CANDIDATOS À PONTA

Dentro desse gabarito, o Palmeiras poderia ter somado apenas seis dos 15 pontos disputados contra Flamengo, Corinthians, Fluminense, Santos e Atlético-MG. Com as vitórias sobre Corinthians (3 a 0) e Santos (1 a 0), além dos empates contra os demais, somou nove.

Já contra Ceará, Goiás, Red Bull Bragantino e Juventude, deveria ter somado 11, mas conquistou sete. Isso indica que o Palmeiras tem quatro pontos a recuperar contra seus principais rivais.

Considerando que já venceu o Santos fora de casa, uma partida em que empatar ou até perder poderia ser considerado normal, pode-se imaginar que parte da dívida já começou a ser paga. Agora, o time finaliza as preparações para buscar mais pontos contra o Botafogo, nesta quinta-feira.

Para a disputa, o técnico Abel Ferreira terá como desfalques o meia-atacante Raphael Veiga, que teve lesão na coxa direita confirmada nesta terça-feira (7), o lateral-direito Mayke, que ainda se recupera de lesão, e os zagueiros Gustavo Gómez e Benjamín Kuscevic, convocados pelas seleções paraguaia e chilena, respectivamente. O goleiro Weverton e o meio-campista Danilo, convocados para amistosos da Seleção Brasileira, ainda irão se reapresentar ao time, e devem ser relacionados. Uma provável escalação inicial do Palmeiras tem: Marcelo Lomba (Weverton); Marcos Rocha, Luan, Murilo e Piquerez; Gabriel Menino (Danilo), Zé Rafael e Gustavo Scarpa; Rony, Dudu e Rafael Navarro.

O Botafogo, por sua vez, entra em campo buscando um revés após perder para o Goiás, por 2 a 1, na segunda-feira (6), e chegar à terceira partida sem vitória. O time carioca ocupa a décima posição, com 12 pontos em nove jogos.

Para a disputa desta quinta-feira, o técnico Luís Castro não poderá contar com o atacante Diego Gonçalves, afastado após sentir dores na coxa durante os treinos. Uma provável escalação do time carioca tem: Gatito Fernández; Saravia, Kanu, Cuesta e Hugo; Oyama, Tchê Tchê (Del Piage) e Lucas Fernandes; Victor Sá, Vinícius Lopes e Erison.

Estádio: Allianz Parque, em São pualo (SP)

Horário: Às 19h (de Brasília) desta quinta-feira (9)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Transmissão: Premiere