|
  • Bitcoin 103.865
  • Dólar 5,3014
  • Euro 5,5312
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 09/06/2022, 21:23

Palmeiras bate Botafogo com facilidade e assume ponta isolada do Brasileiro

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 09 de junho de 2022

DIEGO IWATA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Antes dos 20 minutos do primeiro tempo, o placar mostrava 3 a 0, e o jogo já estava resolvido, nesta quinta-feira (9). Foi com muita facilidade que o Palmeiras, agora líder isolado do Campeonato Brasileiro, goleou o Botafogo e foi a 19 pontos, um a mais que o segundo colocado Corinthians. No segundo tempo, o time alviverde ainda fez mais um: 4 a 0, placar final no Allianz Parque.

Em noite quase perfeita, Gustavo Scarpa liderou o Verdão, balançou as redes e ainda deu duas assistências para Rony —tinha dado uma quarta, mas Luan estava impedido no lance em que resvalou na bola cabeceada por Murilo.

Com 12 pontos, o Botafogo perigosamente ronda a zona de rebaixamento —o Cuiabá, 17º, tem 11. Na próxima rodada, o clube alviverde visita o Coritiba, domingo (12). O Botafogo recebe o Avaí, no dia seguinte.

É comum que se diga que o Palmeiras enfrenta facilidades quando passa por cima dos adversários, seja no Brasileiro, seja na Libertadores. Talvez fosse o caso de se avaliar se não é o Palmeiras que faz o jogo ficar fácil. Foi assim contra o Botafogo nesta quinta-feira. Uma partida quase perfeita.

O time do norte-americano John Textor não fez frente ao Palmeiras. Abel Ferreira não deu brechas para o Botafogo atacar, tampouco respiro para que o time carioca se armasse. Chamou a atenção, em especial, a facilidade com que o Palmeiras ganhava as bolas pelo alto.

O Palmeiras começou o jogo em altíssima velocidade. Aos cinco minutos, Murilo abriu o placar com cabeceada, após escanteio de Scarpa. Mas a bola resvalou nas costas de Luan, que estava avançado. Aos dez minutos veio o gol que valeu, com Dudu lançando Scarpa, que cruzou com perfeição para o chute de Rony.

Aos 17, foi o próprio Scarpa quem balançou a rede: Piquerez cruzou na direção de Rony, que entrava na área em velocidade. A bola passou pelo camisa 10, mas encontrou Scarpa dentro da área. Ele dominou, e mesmo sem muito ângulo, bateu de esquerda por baixo de Gatito: 2 a 0.

Aos 33, Scarpa, em noite perfeita, bateu mais um escanteio e colocou na cabeça de Rony, livre, na primeira trave. Ele nem subiu muito para cabecear longe do alcance de Gatito e decretar 3 a 0.

O Palmeiras chegou com perigo, mas mais administrou a partida do que machucou o Botafogo. Aos 42' da segunda etapa, porém, Wesley fez um golaço: foram oito pedaladas e dois cortes antes de mandar a bola no ângulo de Gatito.

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Murilo, Luan, Piquerez; Danilo (Fabinho), Zé Rafael, Gustavo Scarpa (Atuesta); Gabriel Veron (Rafael Navarro), Rony (Wesley), Dudu (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira

BOTAFOGO

Gatito Fernández; Saravia, Kanu, Victor Cuesta, Hugo; Luís Oyama (Del Piage), Tchê Tchê (Kayque), Lucas Fernandes (Chay); Daniel Borges, Vinícius Lopes, Victor Sá. Técnico: Luís Castro

Estádio:: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário: 19h (horário de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (RS);

Cartões amarelos: Saravia (BOT); Piquerez (PAL)

Gols: Rony (PAL), aos 10', Gustavo Scarpa (PAL), aos 17', Rony (PAL), aos 32'/1ºT; Wesley (PAL), aos 42'/ 2ºT