|
  • Bitcoin 125.000
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2356
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 29/06/2022, 23:46

Novorizontino vence e encerra série invicta do Vasco na Série B

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 29 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Coube ao Novorizontino ser o primeiro vilão do Vasco na Série B. Com uma grande atuação, o time do interior de São Paulo venceu o time cruzmaltino por 2 a 0 -com gols de Jhony Douglas e Douglas Baggio-, nesta quarta-feira (29), e encerrou a invencibilidade do adversário na competição. Além disso, impediu que o clube de São Januário chegasse à quinta vitória consecutiva.

No fim de semana, o Vasco tem pela frente o já considerado polêmico jogo contra o Sport, após todo o imbróglio judicial com o Flamengo e o consórcio para conseguir marcá-lo para o Maracanã neste domingo (3). Os 65 mil ingressos foram vendidos em apenas seis horas. Já o Novorizontino encara o Náutico, em Recife (PE), no dia anterior (2).

O Novorizontino abriu o placar aos 30 minutos do primeiro tempo com Jhony Douglas após três minutos e 25 segundo de conferência do VAR. O árbitro de vídeo colocou linhas para saber se havia impedimento do jogador, que concluiu para o gol após uma "raspada" de cabeça do companheiro no escanteio.

Pouco tempo antes, o Novorizontino também já havia chegado em jogada de bola aérea e Thiago Rodrigues fez uma defesa onde o VAR precisou analisar se a bola havia entrado totalmente ou não. Pelas imagens, comprovou-se que não foi gol.

O Novorizontino ampliou o placar aos 14 minutos do segundo tempo, quando Douglas Baggio recebeu um cruzamento livre dentro da área. Ele teve tempo de dominar, mirar e aplicar um chute pelo alto.

O time do interior de São Paulo iniciou a partida neutralizando totalmente o Vasco. Com muita raça e aplicação na marcação, o Novorizontino não deixou o adversário se criar. Na parte ofensiva, o time foi bastante ofensivo nas jogadas aéreas e laterais.

O técnico Maurício Sousa resolveu mudar a escalação e a formação tática de um time que vinha de uma série invicta e com quatro vitórias consecutivas, e a escolha não deu certo. A equipe não se encontrou em campo em praticamente nenhum momento e ainda se tornou mais vulnerável, já que, até então, era marcado por ter uma defesa sólida. Antes desta partida, o Vasco só havia sofrido cinco gols na competição.

NOVORIZONTINO

Lucas Frigeri; Danielzinho, Walber, Rodolfo Filemon e Paulinho; Jhony Douglas (Léo Baiano), Gustavo Bochecha (Willean Lepo) e Diego Torres; Ronald (Cléo Silva), Ronaldo (Quirino) e Douglas Baggio. T.: Rafael Guanaes.

VASCO

Thiago Rodrigues; Weverton (Danilo Boza), Anderson Conceição, Quintero e Edimar; Yuri Lara (Juninho), Andrey Santos e Nenê (Erick); Palácios, Gabriel Pec (Raniel) e Figueiredo. T.: Maurício Souza.

Estádio: Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (Fifa/SC) e Éder Alexandre (SC)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Ronaldo, Jhony Douglas (NOV); Quintero, Andrey Santos, Nenê e Maurício Sousa (VAS)

Cartões vermelhos: Anderson Conceição (VAS)

Gols: Jhony Douglas (NOV), aos 30'/1ºT; Douglas Baggio (NOV), aos 14'/2ºT