Depois de duas edições, com um vice-campeonato em 2013, o Brasil finalmente conquistou o título do Desafio Raia Rápida. Ontem, no Parque Aquático do Botafogo, no Rio de Janeiro, o quarteto formado por Guilherme Guido, Felipe França, Nicholas Santos e Matheus Santana superou Austrália, África do Sul e Estados Unidos e ficou com o troféu. A vitória veio após a disputa do revezamento 4x50m medley, quando os brasileiros bateram os americanos por apenas 7 centésimos. Na soma total de pontos, o Brasil marcou 15, os EUA 11, os sul-africanos 9 e os australianos apenas 1.
- Fico satisfeito com a vitória, o Brasil veio com uma equipe muito forte nesta edição - disse Nicholas
Na primeira série, os australianos só sobreviveram nos 50m borboleta, justamente a prova em que o Brasil saiu vitorioso com Nicholas.
Na segunda bateria, os brasileiros voltaram a vencer com Nicholas e seguiram vivos nos 50m costas com Guido e no 50m peito com França. Nos 50m livre, Santana acabou eliminado da competição.
Na final individual, o sul-africano Gehard Zandberg derrotou Guido. França deu o troco em Cameron van der Burgh. Nicholas venceu Godsoe. E nos 50m livre, o americano Anthony Ervin ganhou do sulafricano Ronald Schoeman.
O Brasil foi para o revezamento com 9 pontos, enquanto EUA e África do Sul somavam 7 cada. A disputa foi acirrada, mas os brasileiros foram bem e venceram com 1m37s68, melhor marca de todos os tempos. Mas como a prova não integra o programa da Federação Internacional de Natação (Fina), não é considerada recorde mundial.

Imagem ilustrativa da imagem NATAÇÃO - Brasil fatura o Raia Rápida pela 1ª vez