|
  • Bitcoin 124.828
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2590
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 25/06/2022, 15:29

Nadadora que desmaiou em prova fala pela primeira vez

PUBLICAÇÃO
sábado, 25 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Anita Álvarez, americana que desmaiou durante a prova de nado sincronizado do Mundial de Esportes Aquáticos, disputado em Budapeste, na Hungria, falou pela primeira vez desde o episódio.

Em entrevista ao telejornal 'NBC Nightly News', dos Estados Unidos, ela detalhou os momentos antes de ficar desacordada no fundo da piscina.

"Me lembro de sentir que foi uma grande performance. O meu melhor, de longe. E não apenas como eu me apresentei, mas como eu estava realmente gostando e vivendo aquele momento. Então, por isso, eu me sinto muito feliz e orgulhosa", afirmou.

"Eu me lembro de ir para o fundo e não me sentir muito bem. Isso é a última coisa que eu me lembro na verdade. Comecei a sentir dormência nos dedos, e honestamente, tudo ficou preto", acrescentou.

Após desmaiar durante a prova na última quarta-feira (22), a competidora foi reavaliada pelo médico responsável pela delegação estadunidense e liberada para participar da final por equipes, que aconteceu ontem. Entretanto, a FINA (Federação Internacional de Natação) barrou sua volta às piscinas.

A decisão foi tomada após Béla Merkely, chefe dos serviços médicos do Mundial disputado na Hungria, alegar falta de explicações pertinentes quanto ao desmaio de Anita Álvarez. Em entrevista à mídia húngara, o médico chegou a declarar que o nado sincronizado pode não ser mais um esporte para a competidora.

De acordo com a treinadora Andrea Fuentes, que foi a responsável por mergulhar na piscina e salvar Anita Álvarez, a atleta chegou a ficar dois minutos sem respirar.

"Foram dois minutos sem respirar e, com a pulsação a 180, você não quer estar dois minutos sem respirar. Teve um momento que me assustei de verdade, mas agora estamos rindo as duas juntas. Ela está muito bem", disse a técnica pouco depois do acontecido na quarta.

Cees-Rein van den Hoogenband, presidente do Comitê Médico da Fina (Federação Internacional de Natação), disse ao jornal holandês NOS que a norte-americana Anita Álvarez, do nado artístico, que desmaiou dentro da piscina, já havia passado mal outras duas vezes em provas.