|
  • Bitcoin 102.000
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 10/06/2022, 16:50

Mirando G4, Fluminense se prepara para enfrentar Atlético-GO

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 10 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A vitória desta terça-feira (8), por 5 a 3, sobre o Atlético-MG, foi um bom retrato do que o Fluminense faz bem e do que ainda precisa corrigir para sonhar mais alto no Campeonato Brasileiro após colar no G4. A equipe produziu muito ofensivamente, mas também pecou na defesa no duelo do Maracanã.

A próxima partida do time tricolor será neste sábado (11), às 19h. Pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense recebe o Atlético-GO, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Com dez rodadas completas, o clube carioca bate na porta da zona de classificação à Libertadores 2023, ocupando o oitavo posto, com 14 pontos. Quando chegou ao clube, o técnico Fernando Diniz disse que a equipe precisa pensar em títulos. Seu início, com cinco vitórias e dois empates, indiciou que o time tricolor poderia disputar as primeiras posições, algo que virou rapidamente uma dúvida com as derrotas seguidas para Flamengo e Juventude.

Contudo, o triunfo e a grande exibição contra o Atlético-MG reforçam o potencial que o clube das Laranjeiras tem. Arias voltou muito bem da seleção colombiana e mostrou sua relevância em campo. Agudo, o atacante ajuda tanto na troca de passes como em jogadas individuais, oferecendo opção.

Luiz Henrique é outro ponto positivo. Muito habilidoso, a jovem promessa de Xerém chegou a amargar um jejum de gols e assistências, porém recuperou o bom futebol com o treinador, que oferece liberdade para que ele execute seus dribles em campo. Já vendido ao Betis, ele deixará o time na próxima janela de transferências.

As triangulações e o jogo de passes curtos no Fluminense ainda contam com dois aditivos importantes: Ganso, que consegue quebrar as linhas com passes precisos, e Cano, que sabe encontrar espaços e se posicionar com excelência. Esta combinação, quando bem executada, mostra um caminho promissor na direção do gol adversário.

APAGÃO NA DEFESA

O estilo de jogo, por outro lado, exige muito do preparo físico dos jogadores. Quem está em campo, precisa sempre estar se movimentando para oferecer opções de passe aos companheiros e, nem sempre, isso é possível.

O desgaste gerado pode ser facilmente associado aos momentos de 'apagão' que o Fluminense tem em campo. O time abriu 2 a 0 e, depois, 3 a 1, mas acabou cedendo o empate em erros defensivos.

"A equipe jogou muito bem. Sempre é possível melhorar, criar mais e ser um time mais ativo com a bola nos pés. Ficou claro que precisamos melhorar em um aspecto. O Atlético-MG nem produziu para fazer três gols, cometemos alguns erros que não podíamos, assim como foi contra o Flamengo", disse o treinador na coletiva desta quinta-feira.

No primeiro gol sofrido, a marcação do time mineiro subiu e Fábio ficou pressionado na linha de fundo. O goleiro errou o passe e deixou o gol aberto para Hulk. No segundo, o Fluminense esperava o final da primeira etapa, quando Jair entrou sozinho na área em uma jogada que aconteceu depois dos 48 minutos. Para completar, Arias cochilou na saída de bola -mais uma vez- e permitiu que o adversário avançasse com perigo.

Todo esse conjunto, sem dúvidas, faz parte do 'pacote Diniz', que já foi exaltado e também motivo de piadas em outros clubes onde o treinador passou. No Fluminense, não há dúvidas de que o estilo de jogo pode casar com peças do elenco. Resta agora, ao comandante, encontrar as melhores peças e as soluções.

Para a partida deste sábado, Diniz não poderá contar com o meia Ganso, que tomou o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão. Fred, Luan Freitas, e Pineida continuam no departamento médico, enquanto Nino já tem participado de atividades com o time, mas ainda é dúvida. Uma possível escalação inicial do Fluminense tem: Fábio; Samuel Xavier; Manoel, David Braz e Cris Silva; Wellington (Felipe Melo), André e Nathan (Yago Felipe); Luiz Henrique, Arias e Cano (Willian Bigode).

O Atlético-GO, por sua vez, tenta manter o bom momento após a vitória contra o Avaí, por 2 a 1, na quarta-feira, e busca sua terceira vitória no Brasileiro. Somando dez pontos em dez jogos, o clube ocupa a 18ª posição, e conta com a vitória para fugir da zona de rebaixamento.

O técnico Jorginho tem quase todos os jogadores do time que enfrentou o Avaí à disposição, com exceção do zagueiro Wanderson, que sentiu desconforto muscular nos últimos treinos e foi afastado. Uma possível escalação inicial do Atlético-GO tem: Ronaldo; Hayner, Edson Felipe, Ramon Menezes e Jefferson; Gabriel Baralhas, Marlon Freitas e Jorginho; Airton, Wellington Rato e Shaylon.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: Às 19h (de Brasília) deste sábado (11)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Transmissão: Premiere