GP DA AUSTRÁLIA Michael Schumacher elogia nova Ferrari E dá entrevista falando em italiano, para a alegria dos amantes da escuderia France PresseO alemão Michael Schumacher surpreendeu os jornalistas ontem durante a entrevista coletiva Agência Estado De São Paulo Os jornalistas italianos ficaram impressionados, ontem, na sala de imprensa da pista de Fiorano, quando Michael Schumacher respondeu a todas as perguntas sem a necessidade do tradutor. Pela primeira vez desde a sua contratação pela Ferrari, no fim de 1995, Schumacher comunicou-se em italiano. ‘‘As aulas com meu professor particular estão dando resultado’’, disse, provocando risos e a satisfação da exigente imprensa italiana. Na pista, no fim da tarde, ele guiou o terceiro chassi da série F1-2000, e que será o carro reserva no GP da Austrália. ‘‘A F1-2000 é com certeza a melhor Ferrari que eu já pilotei’’, afirmou curto e grosso. ‘‘Nunca me senti tão confiante no início de temporada como agora’, contou. ‘‘A aerodinâmica e o motor da F1-2000 são muito melhores que no carro do ano passado.’’ Schumacher disse ainda que nunca venceu a primeira etapa do Mundial pela Ferrari e que espera quebrar esse tabu em Melbourne, dia 12. A resistência do modelo F1-2000 o preocupa um pouco, apesar de nas simulações tanto no seu caso como no de Rubens Barrichello a F1-2000 superou o teste. ‘‘Fizemos 4 mil quilômetros de treinos com o carro, o que não é pouco.’’ Se eventualmente a F1-2000 quebrar na Austrália, por tratar-se de um modelo completamente novo, Schumacher afirmou que em pouco tempo a Ferrari será capaz de desenvolver a mesma resistência do modelo do ano passado. Sobre Rubens Barrichello, Schumacher falou pouco e o que disse não bateu com o que a própria escuderia, através de Ross Brown, o diretor-técnico, vem expressando para a imprensa. ‘‘Por enquanto, suas informações não têm sido muito diferentes das que Eddie Irvine repassava para a equipe.’’ O alemão acredita, segundo falou, que não terá problemas de relação com o piloto brasileiro. Schumacher foi para a pista apenas às 17 horas e completou 20 voltas, com o asfalto ainda úmido, em razão da chuva que caiu. Seu melhor tempo: 1m08s311. Atividade com o carro agora apenas em Melbourne no fim da seman que vem. A equipe mudou seu programa e escalou Rubinho para o ensaio de amanhã, em Fiorano. Em relação ao grave acidente que sofreu em Silverstone, Schumacher acredita que está recuperado. ‘‘Me sinto bem, de 30 a 35% melhor do que em 99’’, avaliou o bicampeão mundial. ‘‘Em breve, acho que poderei voltar a jogar futebol’’. SILVERSTONE O outro representante do País na Fórmua 1, o paranaense Ricardo Zonta encerrou ontem no circuito inglês de Silverstone a sua preparação para o Mundial. Ele fez o chamado ‘shakedown’ (apronto final) dos três chassis da BAR.