Agência Folha
De São Paulo
Acelino Freitas, o Popó, enfrentará o mexicano Javier Jauregui em sua terceira defesa do título dos superpenas da OMB (Organização Mundial de Boxe), daqui a um mês, em 18 de março, em São Paulo. A confirmação do rival e do local da luta foi feita ontem por Ruy Pontes, empresário do brasileiro. A OMB é a quarta entidade em importância no mundo do boxe.
Invicto em 24 combates – todos definidos por nocaute –, Popó, 24, deveria duelar com o nicaraguense Genaro Ríos. Porém Rios, que em três oportunidades disputou – e perdeu – títulos mundiais pela AMB (Associação Mundial de Boxe), desistiu, devido a problemas de saúde. No sábado da semana passada, o nicaraguense desmaiou pouco depois de despertar e foi levado, inconsciente, para um hospital, com convulsões.
O outro cogitado era o portorriquenho Ricardo Rivera (15 vitórias, cinco derrotas e dois empates). Foi descartado porque alegou estar doente ao cancelar a ida a combate com Popó previsto para outubro passado. De qualquer forma, Jauregui pode ser tomado como rival experiente. Em seu cartel constam 50 lutas (41 vitórias, 30 por nocaute, oito derrotas e um empate).
Será a primeira vez que Popó se apresenta em São Paulo desde a conquista do título -quando nocauteou, no primeiro round, o russo Anatoly Alexandrov, em 7 de agosto de 1999, na França. Depois, lutou duas vezes em Salvador. Primeiro com o costa-riquenho Anthony Martinez.
Em seguida, participou de uma luta não válida pelo título contra o campeão argentino dos penas (uma categoria abaixo da sua), Claudio Martinet, 35. Voltou a defender o título diante do britânico Barry Jones (que tinha só um nocaute no cartel), no Reino Unido. De acordo com o empresário Ruy Pontes, não está definido se a apresentação será no ginásio do Ibirapuera ou na casa de espetáculos Credicard Hall.