Mesmo sem vitória, Autuori aprova Botafogo em amistosos com Fluminense


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após a eliminação do Campeonato Carioca, o Botafogo disputou dois amistosos com o Fluminense como forma de preparação para o Brasileiro. O saldo final foi de uma derrota e um empate, mas o resultado não é o que mais preocupava o técnico Paulo Autuori.

Segundo o treinador, o Botafogo se mostrou competitivo e criou condições de deixar o campo vitorioso. Para ele, isso é muito mais importante do que, de fato, ter conquistado uma vitória nos amistosos.



"Principal objetivo nesses amistosos não era ganhar, nosso objetivo era ter parâmetro para o Brasileiro. Foi ótimo ter feito dois jogos com Fluminense. Apresentamos coisas bem interessantes, construindo equipe que vai ser competitiva, não espetacular. Mostramos isso principalmente no primeiro tempo. Tivemos oportunidades de gol e saio satisfeito pela qualidade dos amistosos com nível competitivo", disse Autuori. Sobre a partida em si, Autuori fez elogios ao desempenho do Botafogo no primeiro tempo, quando dominou completamente as ações. No segundo tempo, houve uma queda de rendimento, mas o que mais preocupa o treinador é a evolução do trabalho de forma definitiva.

"Fiquei satisfeito com primeiro tempo da equipe. Em termos ofensivos criamos muito, com triangulações. Jogo associativo, que está crescendo. Pedro Raul fez movimento de pivô atraindo e criando espaço para as entradas de Rhuan e Luis Henrique. Viradas de jogo e contra-ataques de almanaque, mas ainda podemos melhorar. Estou satisfeito porque o trabalho está evoluindo. Que os passos sejam sólidos para que não haja retrocesso. Temos que ser leais ao que queremos como jogo do botafogo. Contra qualquer time ou em qualquer lugar", afirmou.



"Seria muito leviano pensar que faríamos tudo certo e faria tudo bem, como se a equipe estivesse pronta. Não fomos reativos, mas é característica nossa uma saída forte. É uma equipe vertical na fase de construção. Tomada de decisão, sim, falhamos em alguns momentos. Poderia ter ainda mais chances se tivéssemos melhores decisões", finalizou.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo