Meligeni tem outro adversário
Além dos adversários, o brasileiro Fernando Meligeni precisa superar outros dois grandes rivais para obter um bom resultado no Torneio do México: um princípio de pneumonia e uma forte gripe. A competição, que distribui US$ 700 mil em prêmios, começa na segunda-feira. ‘‘O negócio é não se entregar’’, afirmou o brasileiro, que é o cabeça-de-chave número três -atrás de Gustavo Kuerten e do equatoriano Nicolas Lapentti. Antes de embarcar para o México, Meligeni não afastou a possibilidade de abandonar a competição se não tiver uma recuperação física consistente. Já na Cidade do México, Meligeni bateu bola com seu treinador, Ricardo Acioly, por uma hora. Depois, participou de uma sessão de musculação.