Agência Estado
De Montevidéu, no Uruguai
O cardiologista da família do ex-jogador Diego Maradona, Carlos Alvarez, assegurou ontem depois de visitá-lo e falar com os médicos que o atenderam no balneário de Punta del Este, que se ele não abandonar sua dependência da cocaína, morrerá em breve. ‘‘Eu creio que se não houver seriedade no tratamento deste problema, desgraçadamente Maradona não vai ter vida muito longa’’, disse Alvarez a um canal de televisão de Punta del Este. ‘‘A gente não teve idéia de que límite chegou Maradona’’, afirmou Alvarez.
Segundo o cardiologista, ‘‘agora ficou uma enfermidade cardíaca de base que é grave. Por exemplo, vamos avaliar quanto músculo sadio ele tem, porque danificado tem muito, tem uma grande dilatação cardíaca e lesões no músculo cardíaco’’, disse o especialista.