São Paulo, 29 (AE) - O Palmeiras tem o melhor ataque do Torneio Rio-São Paulo com 22 gols marcados em 9 partidas, mas o Alviverde não depende exclusivamente das jogadas de Euller, Pena e Basílio para ser campeão amanhã à noite diante do Vasco. O título pode estar nas mãos do goleiro Marcos. Se ele não sofrer nenhum gol, o Alviverde ganhará a décima competição, desde que começou a co-gestão Palmeiras e Parmalat, há oito anos.
Marcos, um dos responsáveis pela conquista da Taça Libertadores da América no ano passado pelo Palmeiras, está ciente da responsabilidade, mas diz que o sucesso do Palmeiras diante do time carioca não depende do seu empenho, mas da garra de todos os jogadores. "Ninguém ganha ou perde sozinho, espero que o pessoal da frente também faça sua parte", diz o goleiro, que admite estar melhor preparado esta noite do que na primeira partida contra o Vasco, sábado, no Maracanã.
Para esse jogo, vencido pelo Alviverde por 2 a 1, ele chegou na véspera da partida, depois de quase três dias de viagem de volta da Tailândia, onde esteve com a seleção, na semana passada. Ele falhou no lance que deu origem ao gol de empate do Vasco, ao soltar a bola num chute de Alex Oliveira de fora da área, permitindo a conclusão de Romário. Mas o goleiro atribuiu o erro a um "morrinho" do Maracanã, que desviou a trajetória da bola. "Eu estava bem, caso contrário não teria pedido para jogar", afirma o goleiro, embora na segunda-feira ainda sentisse o corpo um pouco "pesado", consequência da viagem de volta ao Brasil e da diferença de 13 horas do fuso horário.
Marcos admite que o jogo será um dos mais difíceis, pelo fato de o adversário contar com três atacantes como Edmundo, Romário e Viola. O atleta do Palmeiras lembra que Romário fez gols contra ele em todos os jogos. Marcos, porém, ressalta que não se preocupa apenas com o atacante. "Na verdade, eu me preocupo mais com os chutes de fora da área de Alex Oliveira, e com Juninho, que arma quase todas as jogadas do adversário", afirma o goleiro. "O Vasco com certeza vai tentar tirar a vantagem do Palmeiras logo no começo da partida."
Por isso, ele ressalta que a atenção do Palmeiras na marcação terá de ser redobrada a partir do momento que o juiz apitar o início do jogo. No treino de hoje à tarde, em Barueri, enquanto o técnico Luiz Felipe Scolari ensaiou algumas jogadas com a maioria da equipe, Marcos fez um trabalho à parte com o treinador de goleiros do clube, Carlos Pracidelli.