Marchadora cumpre missão e se garante na Copa do Mundo


João Fortes  Reportagem Local
João Fortes Reportagem Local

Larissa Aparecida Bueno chegou ontem do Equador com sentimento de missão cumprida. No último fim de semana, a londrinense participou da Copa Sul-Americana de Marcha Atlética e apesar da sétima colocação, na prova de 10 km (categoria juvenil feminino), ela conseguiu atingir o índice de classificação para participar da Copa do Mundo da modalidade, que será realizada na Rússia, em maio.
O tempo a ser batido era de 51min56seg. Larissa conta que enfrentou muito calor e umidade na cidade litorânea de Salinas. Mas com muito esforço, ela se manteve na sétima posição e fechou a prova em 51 minutos e 38 segundos. ''Foi uma prova muito forte com todo mundo buscando índice, mas atingi meu objetivo, estou muito feliz'', declara a atleta.
Quem também é só alegria é o técnico Cláudio Bertolino, que mesmo conhecendo a capacidade de Larissa ficou surpreso com o resultado. ''Ela provou que tem grande potencial'', destaca o treinador.
Mal chegou em Londrina, a atleta já retomou a rotina de treinos e ontem mesmo pretendia marchar um pouco para soltar a musculatura. A preparação agora deve ser intensificada e, de acordo com Bertolino, será focada na velocidade. ''Ela já tem uma resistência muito boa e agora vamos deixá-la mais rápida'', afirma.
Agora, Larissa tem um outro desafio em vista. Ela pretende buscar o índice de classificação para disputar, em julho, o Campeonato Mundial de Atletismo, em Barcelona. A marca é de 49min45s e objetivo pode ser alcançado na prova da Rússia, mas a atleta não quer ter apenas essa chance. Além de treinar bastante, está em busca de mais patrocinadores para participar, no dia 8 de abril, do Challeng March, em Portugal, onde também pode conseguir o índice. ''Eu sabia que tinha potencial, mas agora sei que posso muito mais'', comemora Larissa.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo