ÚLTIMO AMISTOSO Lusa quer fugir da ‘síndrome’ do empate Nesta fase de preparação para o Campeonato Paranaense, a equipe empatou oito partidas em 11 amistosos disputados Mário CésarBRONCA Depois do último coletivo, o técnico Livio (centro) conversou com os jogadores e cobrou mais empenho Áureo Nogueira De Londrina A Portuguesa Londrinense enfrenta o Telêmaco Borba hoje, no Estádio da Vila Santa Terezinha e não contra o Batel, como a Folha anunciou ontem. É o último amistoso da Lusa antes da estréia no Campeonato Paranaense, contra o Malutrom, dia 12, em Londrina. A Portuguesa tenta fugir da ‘síndrome do empate’. Foram 8 na fase de preparação do paranaense. Para o Telêmaco também é o último amistoso antes da estréia no Campeonato Paranaense da Série A-2 (Segunda Divisão), contra a Platinense, no mesmo dia 12, em Telêmaco Borba. O jogo começa às 15h30 e o ingresso custa R$2. O técnico da Portuguesa, Lívio Vieira, ainda tem duas dúvidas para definir o time que inicia o jogo: Marquinhos ou Neto, na lateral-esquerda; e Vágner ou Daniel, no meio-campo. Lívio pretendia eliminar a dúvida no treino coletivo de ontem à tarde. Mas o nível foi tão baixo que após o trabalho o técnico se reuniu com o grupo no centro do campo por mais de meia hora. ‘‘Conversamos demoradamente porque o coletivo foi uma porcaria. A sensação é de que os jogadores estão se esforçando demais. Quando jogar futebol não dá prazer alguma coisa está errada’’, disse Lívio, acrescentando que espera dedicação e desempenho no jogo. ‘‘É uma partida importante, pois uma derrota pode ser desastrosa e uma boa vitória eleva o moral do grupo.’’ Outro fato negativo de ontem foi o ‘‘desaparecimento’’ do meia Juliano. Emprestado do Paraná Clube como uma das melhores contratações para o campeonato, o meia treinou normalmente quarta e quinta-feiras. Mas não apareceu ontem. Segundo o diretor de futebol, Amarildo Vieira, o jogador foi chamado para assinar o contrato e disse que não poderia fazê-lo porque havia algumas pendências a resolver. ‘‘Diante dessa situação, determinamos que não treinasse’’, disse o diretor, acreditando que Juliano deva ter retornado para Curitiba. Campeão da Série A-3 (Terceira Divisão) em 99, já no seu primeiro ano de atividade, o Telêmaco Borba Futebol Clube pretende fazer um bom papel na Segundona deste ano. De acordo com seu diretor de futebol, Arival ‘‘Miltinho’’ Gomes Filho, o objetivo é chegar entre os oito primeiros. Estes times que vão disputar, a partir de maio, o Torneio Seletivo para a divisão de elite do futebol paranaense do ano que vem. ‘‘O time está na ponta dos cascos e acredito que o jogo com a Portuguesa será um bom teste antes da nossa estréia contra a Platinense, no dia 12’’, disse Miltinho. A equipe já fez três amistosos este ano: empatou com o Malutrom (2 a 2), perdeu do Operário (1 a 0) e venceu o Tibagi (3 a 1). O único desfalque do time é o atacante Rodrigo que fraturou o nariz no treino de quinta-feira. Seu substituto será Petrúcio. (Colaborou Claudemir Scalone). FICHA TÉCNICA Portuguesa Márcio; Cambé, Fabiano, Roberto Fonseca e Marquinhos (Neto); Fábio, Inca, Vágner Lopes (Daniel) e Luís Fabiano; Bebeto e Gelson. Técnico: Lívio Vieira Telêmaco Borba Vinícius; Chim, Tiago, Edivaldo Júnior e Júnior Paulista; César Gaúcho, Almir, Keke e Êmerson; Petrúcio e Rafael. Técnico: Chicão Árbitro: Valderi Alves (Liga Londrinense) Estádio: Vila Santa Terezinha Horário: 15h30