Luiz Adriano marca depois de três meses em vitória do Palmeiras


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Fazia tempo que Luiz Adriano, 34, não marcava um gol.

Neste sábado, o camisa 10 do Palmeiras voltou a balançar as redes, na vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense, no Campeonato Brasileiro -o outro gol foi marcado por Raphael Veiga, tudo no primeiro tempo.

Luiz Adriano havia marcado pela última vez no dia 6 de junho, contra a mesma Chapecoense, no primeiro turno do Nacional.

A temporada do atacante é bem pior do que a última, muito em razão de lesões.

Na última, ele marcou 20 gols em 54 jogos. Na atual, são agora quatro bolas na rede, e 23 jogos.

Ele vem sofrendo nos últimos meses com um edema no joelho esquerdo. Segundo levantamento do Uol, o atacante perdeu cerca de metade dos jogos da equipe na temporada por estar lesionado.

No reencontro deste sábado com a Chapecoense, desta vez em Chapecó, ele voltou a ser titular após três meses e atuou durante os 90 minutos.

Também ajudou o Palmeiras a se recuperar da derrota por 3 a 1 para o Flamengo, na última rodada do Brasileiro -quando o atacante entrou no segundo tempo.

A equipe do técnico português Abel Ferreira segue na vice-liderança do Nacional, agora com 38 pontos em 20 jogos disputados.

O triunfo termina com a possibilidade do time ser ultrapassado pelo Flamengo, terceiro colocado, ainda nesta rodada.

Olhando para cima, o Palmeiras segue perseguindo o Atlético-MG, atual líder e próximo adversário da equipe, mas dessa vez em outra competição, a Copa Libertadores.

As duas equipes fazem o jogo de ida da semifinal do torneio na próxima terça-feira (21), às 21h30 (de Brasília), no Allianz Parque.

Depois, os clubes fazem o duelo de volta na semana seguinte, no dia 28, dessa vez em Belo Horizonte (MG).

Pelo Brasileiro, o time alviverde volta a campo no próximo sábado (25), às 19h, no clássico contra o Corinthians.

Além de seguir na perseguição ao líder Atlético-MG, a partida também é a chance dos palmeirenses voltarem a emendar duas vitórias seguidas, o que não acontece desde julho.

Já a derrotada deste sábado, a Chapecoense (que tem apenas uma vitória em todo o campeonato e amarga a lanterna, com 10 pontos) volta a jogar no mesmo sábado, às 17h, contra o Ceará fora de casa.

CHAPECOENSE

Chapecoense: Keiller, Matheus Ribeiro, Kadu, Jordan e Busanello; Alan Santos (Moisés Ribeiro), Anderson Leite (Léo Gomes) e Denner (Foguinho); Mike, Bruno Silva (Fabinho) e Perotti (Ravanelli). Técnico: Pintado

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha (Gabriel Menino), Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Felipe Melo, Patrick de Paula (Matheus Fernandes), Raphael Veiga e Dudu (Gabriel Veron); Wesley (Renan) e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Cartões amarelos: Patrick de Paula e Felipe Melo (Palmeiras); Anderson Leite e Bruno Silva (Chapecoense)

Gols: Raphael Veiga, aos 10min, e Luiz Adriano, aos 27min do primeiro tempo

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo