|
  • Bitcoin 121.615
  • Dólar 5,0547
  • Euro 5,2170
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/07/2022, 18:54

López desencanta, Palmeiras vence Ceará e amplia a liderança no Brasileiro

PUBLICAÇÃO
sábado, 30 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras foi à Arena Castelão, confirmou o favoritismo e "devolveu" a derrota na estreia ao bater o Ceará, subindo degraus na liderança do Campeonato Brasileiro. O triunfo por 2 a 1 aconteceu com gols de Dudu e López, ambos ainda no primeiro tempo, Mendoza diminuiu no segundo tempo. O time da casa teve Richardson expulso pouco após a volta do intervalo.

Com o resultado, o Verdão foi a 42 pontos, ampliando a vantagem na ponta —o Corinthians, que tem 35 e iniciou a rodada da segunda colocação, entra em campo ainda hoje. O Vozão, por sua vez, permanece com 24 e pode ver as equipes que estão na zona de rebaixamento se aproximarem.

Na próxima rodada, o Ceará visita o Botafogo, no Nilton Santos. A equipe de Abel Ferreira volta a campo na quarta-feira, contra o Atlético-MG, pela Libertadores. No Brasileiro, o Palmeiras recebe o Goiás.

QUEM FOI BEM: SCARPA

O meia teve boa atuação e se tornou um dos destaques da partida. Ele conseguiu dar boa movimentação ao meio de campo do Palmeiras e participou ativamente dos lances dos gols de Dudu e López. O meia ainda carimbou o travessão em um lance em que quase marcou um bonito gol.

QUEM FOI MAL: RICHARDSON

O volante do Ceará teve atuação modesta, mas a expulsão no começo do segundo tempo acabou prejudicando uma tentantiva de reação da equipe da casa.

DESEMPENHO DO CEARÁ

O Ceará foi a campo com Mendoza pela direita, Vina mais pela esquerda e Lima centralizado. A equipe da casa aplicou uma pressão inicial, com marcação encaixada no meio, e conseguiu "atrapalhar" a saída do adversário. Apesar da presença no campo de ataque, os comandados de Marquinhos Santos não conseguiam criar chances mais claras. Além disso, aos poucos, acabou dando alguns espaços e tomou alguns sustos antes do adversário abrir o placar.

Ainda no começo do segundo tempo, Richardson acabou expulso. Com um a menos, a estratégia do Ceará teve de sofrer alterações e a equipe ficou mais fechada, apostando nas saídas em velocidade para surpreender o adversário. Nos minutos finais, conseguiu "empurrar" o Palmeiras para a defesa.

DESEMPENHO DO PALMEIRAS

A equipe de Abel Ferreira foi a campo com a volta de Piquerez, que ficou fora das duas últimas partidas, e López mantido no comando do ataque. No início do jogo, apesar de bem postado na defesa, encontrou dificuldade na saída de bola frente à boa marcação do Ceará. Porém, o meio de campo mudou o posicionamento e o time passou a achar espaços, construindo vantagem no placar.

O time voltou para o segundo tempo em vantagem no marcado e, ainda nos primeiros minutos, ficou em vantagem numérica também, com a expulsão de Ricardson, do Ceará. Neste cenário, a equipe paulista buscou ter mais a bola e controlar a partida. Perto do fim do jogo, o Palmeiras perdeu o domínio e quase viu o Ceará chegar ao empate.

CRONOLOGIA

O jogo começou com o Ceará implementando pressão e com marcação mais cerrada no meio de campo, o que dificultou a saída do Palmeiras. Quando achou espaços, porém, o Verdão levou perigo.

ESPAÇOS

Com o passar do tempo, o Palmeiras começou a achar espaços na defesa adversária e levou perigo. O Ceará, por outro lado, tinha algumas escapadas, mas errava no "último terço" do campo ofensivo.

PLACAR ABERTO

O Palmeiras aproximou os jogadores do setor ofensivo e, pouco depois, abriu o placar em lance de oportunismo de Dudu. Após troca de passes, Scarpa recebeu, dominou e finalizou. João Ricardo deu rebote e Dudu tocou para o fundo da rede. O camisa 7 não marcava desde o confronto com o Coritiba, no dia 12 do mês passado.

TENTATIVA

Após levar o gol, o Ceará tentou aplicar a pressão que tinha feito no início do jogo e rondou a área do Palmeiras, mas não conseguiu ser efetivo.

O PRIMEIRO PELO PALMEIRAS

Na reta final do primeiro tempo, o Palmeiras ampliou a vantagem com gol de López, que chegou ao clube recentemente e marcou pela primeira vez com a camisa do Verdão.

O Ceará errou no ataque e a equipe de Abel Ferreira conseguiu uma ligação rápida. Scarpa recebeu e avançou no setor que o Vozão tinha Lindoso — que estava em campo mancando, aguardava a substituição e não acompanhar a jogada. O camisa 14 achou López, que bateu na saída de João Ricardo e saiu para comemorar.

ESTREIA

Anunciado recentemente como reforço do Ceará, Guilherme Castilho fez a estreia pelo Vozão. Ele entrou na vaga de Lima na volta para o segundo tempo.

EXPULSO

A situação do Ceará na partida ficou um pouco mais complicada logo no início da segunda etapa, com a expulsão de Richardson. O volante fez falta em Dudu e recebeu o cartão vermelho após Daronco ser chamado para analisar o vídeo.

NA TRAVE

Scarpa quase marcou um bonito gol ao tabelar com López na entrada da área e finalizar. A bola carimbou o travessão. Na sequência do lance, ele tentou um chute de voleio, de mais longe, mas mandou para fora.

ANULADO

Murilo chegou a balançar a rede, mas o gol foi anulado pela arbitragem por impedimento. Após escanteio, Gustavo Gómez tocou de letra, a bola bateu na trave e voltou, e Murilo mandou para a rede. O zagueiro, porém, já estava em posição irregular.

CEARÁ DIMINUI

Quando o jogo entrava da reta final, o Ceará descontou. Vina foi derrubado na área e Daronco marcou pênalti, lance que gerou muita reclamação dos palmeirenses. Na cobrança, Mendoza finalizou forte e fez.

PRESSÃO

Nos minutos finais, o Ceará foi para cima em busca do empate, e chegou a assustar o Palmeiras, mas não conseguiu evitar a derrota. O Verdão, por sua vez, encontrava de dificuldade em retomar o controle do jogo.

CEARÁ

João Ricardo; Michel (Nino Paraíba), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco (Victor Luis); Richardso, Rodrigo Lindoso (Diego), Lima (Guilherme Castilho), Vina e Mendoza; Cléber (Vásquez). Técnico: Marquinhos Santos

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez (Vanderlan); Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Dudu e José López (Rafael Navarro). Técnico: Abel Ferreira

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (VAR-Fifa/RJ)

Cartões amarelos: Vina, Guilherme Castilho, Bruno Pacheco (CEA); Marcos Rocha, Piquerez, Murilo (PAL)

Cartão vermelho: Richardson, do Ceará, aos 4'/2ºT

Gols: Dudu, do Palmeiras, aos 30'/1ºT; López, do Palmeiras, aos 45'/1ºT; Mendoza, do Ceará, aos 34'/2ºT