Automobilismo -

Londrina terá duas etapas da Stock Car em 2020

Autódromo Ayrton Senna recebe a principal categoria do automobilismo brasileiro nos dias 17 de maio e 13 de setembro

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

A cidade de Londrina irá receber duas etapas da Stock Car em 2020. O Autódromo Internacional Ayrton Senna será o palco da principal categoria do automobilismo brasileiro, nos dias 17 de maio - terceira etapa da temporada - e 13 de setembro - oitava etapa. No ano passado, Londrina abrigou apenas uma corrida.

Autódromo Internacional Ayrton Senna receberá duas etapas da Stock Car em 2020
Autódromo Internacional Ayrton Senna receberá duas etapas da Stock Car em 2020 | Isaac Fonta/FramePhoto/Folhapress
 

O calendário oficial da categoria foi divulgado na semana passada e contará com 12 etapas. A abertura do campeonato ocorre no dia 29 de março, em Goiânia, e o encerramento em 13 de dezembro, em Interlagos, São Paulo, com a Super Final. A corrida do Milhão - que paga R$ 1 milhão ao vencedor - será também na capital paulista, no dia 23 de agosto. 




Além das duas corridas de Londrina, o Paraná terá ainda mais uma etapa em Cascavel, no dia 18 de outubro, quando acontece a nona etapa da temporada. 


Novidades

A temporada 2020 da Stock Car, a 41ª da categoria, chega com novidades. A principal delas é que a Stock Car passa a ser disputada por carros dos modelos Chevrolet Cruze e Toyota Corolla. Outra atração é que a Stock Car se uniu à Fórmula Truck e as duas categorias estarão juntas em duas etapas ao longo do ano, ambas em Interlagos, nos dias 30 de maio e 13 de dezembro.


Completando o pacote de novidades, a categoria irá realizar no dia 29 de março, na abertura da temporada, os 200 quilômetros de Goiânia, corrida especial a ser disputada por duplas de pilotos. 




"Estamos felizes com a transformação que está sendo promovida na Stock Car para este ano. Com o novo conceito, que emprega o monobloco para manter o máximo de fidelidade com as versões de rua, nós estamos projetando, construindo e montando dois novos modelos. Ou seja, um grid inteiro de carros de corrida em praticamente três meses desde a aprovação final do projeto pelas duas montadoras. É um processo inédito no Brasil”, afirmou Carlos Col, CEO da Vicar, organizadora da Stock Car e da Stock Car light. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias