|
  • Bitcoin 197.500
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

Imblóglio 5m de leitura Atualizado em 13/01/2022, 14:59

Volante do LEC alega problemas familiares para não se apresentar a clube paulista

João Paulo havia assinado um pré-contrato com a Inter de Limeira, mas quer ficar em Londrina, ao lado da esposa, que foi diagnosticada com d

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 06 de janeiro de 2022

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O volante do Londrina João Paulo usou as redes sociais nesta quinta-feira (6) para explicar os motivos que o fizeram a não se apresentar a Inter de Limeira, clube pelo qual assinou um pré-contrato no ano passado para disputar o Campeonato Paulista.

Imagem ilustrativa da imagem Volante do LEC alega problemas familiares para não se apresentar a clube paulista
|  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

O jogador relatou que a decisão de continuar em Londrina é para ficar ao lado da esposa, que tem um quadro de depressão. João Paulo assinou um pré-contrato com o clube paulista em setembro de 2021, antes de chegar ao LEC para a reta final da série B. Com a decisão de permanecer em Londrina, o jogador renovou o seu contrato com o Tubarão, mas está afastado dos treinamentos, em razão do teste positivo para a Covid-19. 

Leia mais sobre o LEC

João Paulo divulgou um vídeo, ao lado da esposa e dos filhos, para falar da decisão de não sair de Londrina neste momento. "Não poderia no momento cumprir este contrato, por estar passando por problemas familiares, com a  minha esposa com depressão, com crise do pânico. Onde eu optei por estar ao lado deles, como sempre. Na minha cabeça passou várias coisas, até parar de jogar para cuidar deles. Minha esposa sempre esteve ao meu lado, me ajudando e estava na hora de ajudar ela nesta fase complicada. A Inter me notificou e relatei a eles os problemas familiares que estamos passando".

Em um comunicado oficial, a Associação Atlética Internacional informou que tomou todas as providências legais para que João Paulo cumpra o pré-contrato firmado em 16 de setembro do ano passado. O vínculo do atleta seria efetivado em 15 de dezembro com validade até 05 de maio de 2022.  

"Contudo, o atleta não compareceu para cumprimento do pré-contrato e integração com a equipe da Internacional, mesmo após notificado extrajudicialmente para tanto. Diante desse cenário, não restou outra alternativa ao clube, o qual por meio da advogada Talita Garcez, busca legalmente o cumprimento do pré-contrato, além de multa e indenização por descumprimento contratual por parte do atleta", escreveu o clube paulista. 

Veja o vídeo divulgado por João Paulo

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por João Paulo (@jpaulo.ah)

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM