Paranaense -

"Vão ter que engolir mais um título meu aqui", afirma Celsinho

Após ser barrado em seis partidas, meia entra no segundo tempo, faz a jogada do gol e comemora o segundo título paranaense pelo LEC

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

O título paranaense do Londrina de 2021 teve algumas peças decisivas, sobretudo no jogo final no estádio Olímpico. Uma delas foi o meia Celsinho, que voltou a ser relacionado após ter sido barrado por seis partidas pela direção da SM Sports. O Camisa 10 entrou aos 23 minutos do segundo tempo e construiu a jogada do gol de empate, marcado por Victor Daniel. 

 

 

"Vão ter que engolir mais um título meu aqui", afirma Celsinho
Ricardo Chicarelli/Londrina Esporte Clube
 

 


“É sempre gratificante representar este clube, independentemente de ser relacionado ou não. A paixão que tenho pelo Londrina é muito grande e sou muito grato a Deus. Eu não passo um ano sem título aqui e vão ter que engolir novamente”, desabafou Celsinho, em entrevista à rede Massa. O meia, que vive às voltas com questões de disciplina que resultam em seus afastamentos, também havia sido campeão em 2014 - assim como Bidía. 


Outro nome da final foi o goleiro Dalton, que havia falhado no gol de empate do FC Cascavel na primeira partida e foi um dos heróis na disputa por pênaltis. 


“Era para ser assim no primeiro jogo. A gente nunca quer errar e assumi toda a responsabilidade pela falha. E fizemos um grande jogo nesta final diante de uma grande equipe e que valorizou demais o nosso trabalho. E a resposta para tudo isso é que eu vivo de milagres e sou muito grato a Deus por ter me dado força para chegar até aqui”, frisou o goleiro alviceleste após a partida. 


Com a ausência do técnico Márcio Fernandes, que permaneceu em Londrina preparando a equipe para a série B, o time foi dirigido em Cascavel por Márcio Fernandes Júnior. O filho do treinador comemorou a estratégia utilizada na preparação para a final. 


"Tudo que a gente faz dentro do clube é bem pensado. Sabíamos que teríamos duas decisões esta semana e traçamos uma estratégia de vir com uma equipe competitiva para sermos campeões. A conquista dá confiança para todos os jogadores para irmos atrás do nosso outro objetivo, que é a manutenção do clube na Série B", apontou o auxiliar. 


Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo