Paranaense -

Tubarão está a um empate da final do Paranaense

Com gol do meia Danilo no estádio do Café, LEC o sai na frente na disputa com o Fantasma e fica mais perto da decisão

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

O Londrina está mais perto da final do Campeonato Paranaense. O Tubarão saiu na frente no duelo com o Operário ao vencer a primeira partida da semifinal por 1 a 0, na tarde de quarta-feira (9), no estádio do Café.


O gol da vitória foi marcado pelo meia Danilo, aos 39 minutos do segundo tempo. O garoto não atuava há dois meses, em razão de uma lesão no joelho, e entrou minutos antes do gol no lugar do camisa 10 Adenílson.

 

Meia Danilo, cria do LEC, não jogava há mais de dois meses por conta de lesão
Meia Danilo, cria do LEC, não jogava há mais de dois meses por conta de lesão | Ricardo Chicarelli/Londrina Esporte Clube
 


A revelação da base alviceleste não estava nos planos do técnico Roberto Fonseca para a Série B e foi incluído em uma lista de jogadores a serem emprestados pelo clube. “Eu precisava muito deste gol e Deus ajuda quem trabalha. Dedico o gol a minha família, a minha esposa, porque nunca deixaram de acreditar em mim”, afirmou Danilo em entrevista à TV LEC.


O técnico Roberto Fonseca também elogiou a entrada do garoto e ressaltou a dedicação do jogador no período em que esteve machucado. “É um jogador que teve problemas, ficou um tempo parado, mas continuou trabalhando forte. Colocamos ele em uma posição que rende mais, vindo de trás e ele foi bem e não se intimidou com a partida”, frisou o treinador.


Com a vitória na primeira partida, o Londrina jogará por um empate no jogo da volta em Ponta Grossa, marcado para o dia 6 de julho, no Germano Krüger. Caso o Operário vença por um gol de diferença, a disputa vai para os pênaltis.


Londrina e Operário voltam a campo no domingo (13), pela terceira rodada da Série B. O Tubarão enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira, e o Operário encara o Vitória, em Salvador. Os dois jogos serão às 20h30.


Jogo

Londrina e Operário fizeram um jogo bem equilibrado, truncado e de poucas emoções. O time dos Campos Gerais foi melhor no primeiro tempo. No seu melhor momento na partida, o goleiro César salvou o LEC duas vezes no mesmo lance. Após chute de fora da área de Tomas Bastos, Ricardo Bueno pegou o rebote e César defendeu em cima da linha.


O Londrina melhorou na segunda etapa com uma postura mais ofensiva e com mais posse de bola. O time insistiu em alguns chutes de fora da área e foi desta forma de saiu o gol da vitória já na reta final da partida.


“O primeiro tempo foi bastante estudado e não estávamos tecnicamente inspirados, errando mais passes que o normal. No segundo tempo, melhoramos de uma forma geral e fizemos o goleiro do Operário trabalhar até a saída do gol”, comentou Fonseca.


“É um placar que nos dá uma vantagem, mas não podemos deixar a guarda baixar porque sabemos que eles fazem bons jogos em casa e, por isso, vamos para lá com muito respeito”, apontou o zagueiro Augusto, que começou o jogo como titular no lugar de Lucas Costa.


FICHA TÉCNICA

LONDRINA 1

César; Luan Marchiori (Zé Ricardo), Marcondes, Augusto e Luiz Henrique; Jean Henrique (Marcelo Freitas), Matheus Bianqui e Adenílson (Danilo); Douglas Santos, Salatiel (Juan Matos) e Safira (Tiago Orobó). Técnico: Roberto Fonseca


Operário 0

Thiago Braga; Alex Silva, Fábio Alemão, Rodolfo Filemon (Schumacher), Léo Rigo (Odvan) e Silva; Rafael Chorão (Leandro Vilela), Tomas Bastos e Marcelo (Pedro Ken); Thomaz (Lucas Mendes) e Ricardo Bueno. Técnico: Matheus Costa


Árbitro: Murilo Ugolini Klein

Local: estádio: do Café

Gol: Danilo, aos 39 minutos do segundo tempo



Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo