Série B -

Torcida comemora volta ao Café e aposta em recuperação do LEC

Depois de 581 dias torcedor alviceleste reencontrou o Tubarão neste sábado no confronto com o Vitória pela série B do Brasileiro

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

A espera do torcedor do Londrina chegou ao fim neste sábado (25). Depois de 581 dias com os portões fechados, o estádio do Café foi reaberto ao público no confronto entre LEC e Vitória pela 26ª rodada da série B. 

 

A volta dos torcedores aos jogos do Brasileiro foi aprovada pelos clubes e chancelada pela CBF. Um decreto municipal autorizou o estádio do Café receber até cinco mil torcedores. Desde o início das restrições contra a pandemia do novo coronavírus, em março do ano passado, o LEC fez 32 partidas sem torcida no Café. 


Apesar do público pequeno, o torcedor comemorou o retorno aos jogos do Tubarão e voltou otimista em relação a fuga do time da zona do rebaixamento. A maioria dos presentes nas cadeiras cativas do Café já haviam sido totalmente imunizados contra a Covid-19. O torcedor que ainda não tinha o ciclo vacinal completo, precisou apresentar o resultado do teste RT-PCR. 


"O sentimento é de saudade e de alegria de poder voltar. Fazia mais de dois anos que não vinha ao estádio do Café e é bom voltar a uma rotina que sempre foi presente na minha vida", afirmou o administrador Sérgio Canuto de 48 anos. 

 

Torcida comemora volta ao Café e aposta em recuperação do LEC
Lucio Flávio Cruz/Grupo Folha
 

Os amigos Raul Chagas e Adriano Cordeiro chegaram juntos ao Café e cheios de otimismo em uma recuperação do Londrina dentro da série B. "Acredito que a torcida pode dar um gás a mais, um fôlego maior ao time nesta reta final", frisou Chagas. "A situação não está fácil, mas acredito que vamos sair lá de baixo e não vamos cair", afirmou Cordeiro. 


O Londrina começou a rodada na 18ª colocação, com 24 pontos. O duelo com o Vitória é um confronto na parte de baixo da tabela e, em caso de vitória, o Alviceleste deixa o grupo dos últimos quatro colocados. 


Apesar da liberação para que o público voltasse ao Café, os protocolos sanitários e de segurança foram mantidos, como o uso de máscara, o distanciamento e o uso de álcool em gel. E o Londrina se organizou para garantir que todas as medidas fossem cumpridas. 


Vários bombeiros civis orientavam o torcedor desde a chegada e checavam documentos, as carteiras de vacinação e os testes contra a Covid-19. Totens de gel foram espalhados nos acessos as cadeiras cativas e o único bar aberto no setor ficará fechado durante o intervalo para evitar aglomeração. 

 

Torcida comemora volta ao Café e aposta em recuperação do LEC
Isaac Fontana/Framephoto/Folhapress
 

"Tudo está funcionando quase normalmente, então era hora de voltar também a abrir o estádio. Claro que as pessoas têm que colaborar e fazer a sua parte para evitar problemas. Eu vou fazer a minha", garantiu o auxiliar administrativo Adriano dos Santos. Dentro do estádio, no entanto, foi fácil encontrar torcedores sem máscaras e desrespeitando o distanciamento. 


Acompanhada das amigas, Edenice Evangelista, 62 anos, vibrou com a oportunidade de voltar ao Café para ver o Tubarão e confia na reabilitação da equipe no campeonato. "É muito bom o sentimento de voltar. A gente fica brava quando o time perde, mas passa logo porque o amor pelo Londrina é maior. Tenho certeza que vamos sair desta posição em que estamos". 


Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo