|
  • Bitcoin 147.657
  • Dólar 4,8635
  • Euro 5,1360
Londrina

ANÁLISE

m de leitura Atualizado em 14/03/2022, 07:15

Torcedor confia, mas quer reforços para a Série B

Satisfeitos com a estreia de Adilson Batista, torcedores querem time competitivo na principal competição do ano

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 14 de março de 2022

Diego Prazeres - Editor
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Adilson Batista não parou quieto um minuto durante o jogo. A todo momento orientava os jogadores, mesmo os mais experientes, ora em relação à movimentação tática, ora gesticulando para mostrar como é que a jogada deveria ter sido feita. Estava tão focado que talvez nem tenha ouvido a torcida presente na cativa gritar, como quem alertasse, para que ele não colocasse Salatiel em campo quando o centroavante foi chamado para substituir Douglas Coutinho na metade final do segundo tempo. 

Imagem ilustrativa da imagem Torcedor confia, mas quer reforços para a Série B Imagem ilustrativa da imagem Torcedor confia, mas quer reforços para a Série B
|  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Terminado o jogo, a aprovação à estreia do treinador no comando do Londrina era consenso entre os cerca de 1.700 torcedores que viram a vitória sobre o sub-23 do Athletico. De fato, o time parecia outro, sobretudo no primeiro tempo, quando dominou a partida e poderia ter ido para o vestiário com o placar mais dilatado. A opção por Eltinho como meia e Thiago Ribeiro na frente ao lado de Caprini e Douglas Coutinho se mostrou óbvia logo nos primeiros minutos. Zagallo ensinou na Copa de 70: os melhores jogam, não importa onde.  

LEIA TAMBÉM:

Em estreia vitoriosa, Adilson Batista elogia LEC diante do Athletico

A maioria dos espectadores desceu a longa rampa do Café feliz, alguns esperançosos, mas quase todos plenamente conscientes de que para encarar a Série B o time vai precisar de bem mais do que do trabalho e da larga experiência do comandante.   

Para o autônomo Fernando Califante, no mínimo mais oito reforços. “Acredito que foi um bom jogo, os jogadores, pela chegada do técnico novo, se mostraram bem melhores, bem mais ativos, e a gente tem chance lá em Curitiba”, avaliou. “Estou confiando no Adilson, claro que ele precisa de mais peças, talvez mais umas 8, 10 peças, porque olha pro banco e dá vontade de dar uma choradinha". 

O servidor público Eli Siqueira também quer mais. “No trabalho dele (Adilson) eu confio, mas esse elenco precisa melhorar bem, uns 8 ou 9 jogadores pra entrar pra jogar, não pra compor a equipe", afirmou ele, que admitiu que o time “deu uma melhorada”, mas... “Ainda precisa de jogador melhor, têm uns fraquinhos aí, que não conseguem correr os 90 minutos”.  

O time correspondeu e tem condições de garantir a vaga à semifinal em Curitiba, segundo afirmou o empresário Rodolfo Alves. “Tô confiando, deu pra ver que teve bastante mudança e realmente o time está pra frente agora”, aprovou. E o que precisa para a Série B? “Precisa investir, trazer mais jogadores e corresponder ao que o técnico precisar".  

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.