Brasileiro -

Pouco ofensivo, LEC vê defesa como trunfo para buscar o G4

Tubarão tem apenas cinco gols marcados em cinco rodadas, mas sistema defensivo é o segunda melhor da Série C

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Ainda com dificuldades ofensivas na Série C, o Londrina se apoia na defesa para entrar no G4 da competição. Sem sofrer gols nos últimos dois jogos, o LEC tem uma das defesas menos vazadas do Brasileiro.

O zagueiro Jeferson foi titular nos cinco jogos até aqui e é uma jogadores mais regulares do LEC na série C
O zagueiro Jeferson foi titular nos cinco jogos até aqui e é uma jogadores mais regulares do LEC na série C | Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
 

O Alviceleste sofreu apenas três gols em cinco rodadas até aqui. No grupo B, fica atrás somente do líder Brusque, que foi vazado duas vezes e é o time que menos sofreu gols na Série C. No grupo A, a melhor defesa é do Ferroviário (CE), com três gols tomados. 




"A gente sabe que uma equipe que almeja coisas grandes tem que jogar compacta e arrumar a casa. Um time que sofre muitos gols dificilmente chega ao objetivo ", frisou o zagueiro Jeferson. Apesar de algumas críticas nas rodadas iniciais, o técnico Alemão manteve a zaga com Marcondes e Jeferson e a dupla evoluiu nos jogos seguintes. A última partida que o LEC sofreu gols foi no empate em 1 a 1 com o Ituano. Depois o time passou ileso nas vitórias contra o Boa Esporte e o São Bento. 


"Sabíamos que teríamos dificuldades nas duas rodadas iniciais, mas que quando o grupo começasse a assimilar o trabalho, íamos encaixar. Depois do jogo contra o Ypiranga passamos a ter mais atenção e cautela e sabemos que se não tomarmos gol, temos grande chance de ganhar porque uma oportunidade vai aparecer, como foi contra o São Bento", apontou Jeferson, um dos jogadores mais regulares até aqui na Série C.

 

Além de garantir o time lá trás, os zagueiros do LEC têm participado de forma decisiva também com gols. Marcondes já marcou duas vezes no Brasileiro e divide a artilharia do Tubarão com Júnior Pirambu. 


Na vitória contra o São Bento, os dois zagueiros estavam na jogada que originou o gol. Jeferson desviou de cabeça o escanteio cobrado por Adenilson, o goleiro defendeu e Marcondes marcou no rebote. 


"É uma jogada que a gente trabalhou e no jogo percebi que o São Bento estava dando espaço para uma infiltração na primeira trave. A jogada acabou saindo e o importante foram os três pontos", comentou Jeferson. 


Se a defesa vai bem, o ataque alviceleste ainda não engrenou. Foram só cinco gols marcados, número bem abaixo dos principais ataques do grupo B. O Volta Redonda já marcou 11 gols, enquanto Ypiranga e Criciúma balançaram as redes nove vezes cada.

 

Confronto

A partida entre Londrina e São José é um confronto direto e o vencedor pode terminar a rodada no G4. Os dois times somam oito pontos cada. No entanto, o time gaúcho já fez seis partidas, enquanto o LEC jogou cinco vezes. Em caso de vitória, o Tubarão ultrapassa na classificação o Criciúma, que tem nove pontos, e joga no domingo (20) diante do Ypiranga, terceiro colocado, no Rio Grande do Sul. 




"Cada rodada é uma final para nós. Primeiro para nos afastarmos da parte de baixo da tabela e depois pensarmos na classificação. Este jogo de quinta-feira é importantíssimo e fundamental para nós", apontou Jeferson. 

Leia mais sobre o LEC

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo