Paranaense -

Londrina volta a jogar em Francisco Beltrão depois de 15 anos

Último jogo do Tubarão na cidade do sudoeste foi em 2005; No domingo, Tubarão encara o União em busca de reabilitação no Estadual

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

O Londrina volta a Francisco Beltrão (Sudoeste)no próximo domingo (16) depois de 15 anos. O Tubarão enfrenta o União pela sétima rodada do Campeonato Paranaense, às 16h, no estádio Anilado. Em momentos ruins no Estadual, os dois times buscam a reabilitação. 


A última vez que o LEC jogou na cidade foi em 2005, também pelo Estadual. Na oportunidade, o município era representado pelo Francisco Beltrão Futebol Clube, que hoje não existe mais como clube de futebol profissional. Naquele ano foram dois confrontos. 



Após cumprir suspensão, Pedro Cacho pode voltar a ser titular no domingo
Após cumprir suspensão, Pedro Cacho pode voltar a ser titular no domingo | Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
 

Em 19 de janeiro, em Londrina, o Tubarão venceu por 3 a 2, com gols de Nem, Anderson e Cassiano. Os clubes voltaram a se enfrentar em 20 de fevereiro, desta vez no estádio Anilado, e o time da casa deu o troco e ganhou por 2 a 1. O atacante Soares, na época chamado de Bolão, marcou o gol alviceleste. 


O ano de 2005 foi o último do Francisco Beltrão FC na primeira divisão do Campeonato Paranaense. Depois, a cidade do Sudoeste ficou vários anos sem representante na elite do futebol do Estado e agora volta com o CEU (Clube Esportivo União), vice-campeão da Divisão de Acesso em 2019. 


O União foi fundado em 1956 e até a década de 1990 alternou equipes no futebol profissional e amador. Em 1993 disputou a sua última competição oficial: a terceira divisão do Paranaense. O futebol profissional do clube voltou somente 23 anos, depois com uma nova diretoria. Em 2016 foi campeão da Terceirona, e vice-campeão da Divisão de Acesso no ano seguinte. 


O ano de 2018 marcou a volta do CEU à elite do Paraná, mas o time acabou sendo rebaixado na mesma temporada. No ano passado, novamente chegou à final da Divisão de Acesso, quando perdeu para o PSTC. E, em 2020, o clube do Sudoeste briga mais uma vez para não cair. Após seis rodadas, o União é apenas o nono colocado, com cinco pontos e uma única vitória.


Na última rodada, foi goleado pelo Coritiba por 6 a 1, no Couto Pereira, e mudou o comando técnico. Raphael Bahia foi demitido, e o experiente Agenor Piccinin assumiu em seu lugar. O destaque da equipe é o experiente atacante Jabá, de 38 anos. 


Preparação

O Londrina segue a sua preparação até sexta-feira para o jogo de domingo. O técnico Alemão poderá contar com o retorno do volante Pedro Cacho, que cumpriu suspensão diante do Cascavel CR. Cacho iniciou a temporada como titular, mas depois perdeu a condição. No entanto, é um jogador importante no esquema do treinador e pode voltar à titularidade em Beltrão. 


"Feliz em poder voltar e ajudar a equipe neste jogo importante. Sabemos da necessidade que o União tem de vencer, mas nós também queremos a vitória. Por isso, acredito que será uma partida muita equilibrada e disputada", frisou o volante. 


O LEC é o sexto colocado, com dez pontos, e não vence há duas partidas. Faltando cinco rodadas para o término da fase classificatória, o Alviceleste sabe que precisa voltar a pontuar na competição. "O Paranaense é muito equilibrado e sempre oscila muito esta questão das posições. Todas as equipes estão no mesmo nível e não tem jogo fácil", apontou Pedro Cacho. 

Leia mais sobre o LEC

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias