|
  • Bitcoin 118.700
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3338
Londrina

Londrina Esporte Clube

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 06:45

Londrina termina primeira fase do Paranaense com vitória

Tubarão terá pela frente o Athletico nas quartas de final do Estadual, que começa no próximo domingo

PUBLICAÇÃO
domingo, 06 de março de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Ricardo Chicarelli/Londrina Esporte Clube
menu flutuante

O Londrina se despediu da primeira fase do Campeonato Paranaense, na quente tarde deste domingo (6), com vitória por 1 a 0 em cima do Cianorte, no estádio do Café. A partida foi fraca e reforçou a apatia alviceleste vista em outros compromissos recentes, como na eliminação precoce na Copa do Brasil e nas últimas rodadas do Estadual. O gol do triunfo só saiu depois dos 30 minutos da etapa complementar e dos pés do atacante Caprini. 

Caprini marcou o único gol da partida; foi o quarto dele no Estadual Caprini marcou o único gol da partida; foi o quarto dele no Estadual
Caprini marcou o único gol da partida; foi o quarto dele no Estadual |  Foto: Ricardo Chicarelli/Londrina Esporte Clube
 

O Tubarão terminou em sexto lugar na tabela, somando 18 pontos. Nas quartas de final terá pela frente o Athletico, que venceu o FC Cascavel por 4 a 3, fora de casa. O LEC teve 54,5% de aproveitamento, com cinco triunfos, três igualdades e três reveses. O confronto de ida será no próximo domingo (13), no Café. O Cianorte ficou na sétima colocação e tentará um vaga na semifinal enfrentando o vice-líder Coritiba. 

Segundo Edinho, treinador do sub-20 e que ficou à beira do gramado interinamente neste domingo depois da demissão de Vinícius Eutrópio, o desafio foi recuperar a confiança dos atletas, que no meio da semana participaram da desclassificação na Copa do Brasil. “Eles sabiam que iam sofrer pressão, cobrança e se superaram emocionalmente, porque qualidade o time tem. Existem alguns atletas experiente no elenco também. Estão de parabéns, têm alguns aspectos que dá para corrigir, mas foi uma apresentação boa, positiva. Somente eles mesmos poderiam apagar a última imagem que tinham deixado”, avaliou.

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram movimentados, mas de baixíssimo nível técnico e com um LEC desorganizado. O Londrina teve mais posse de bola na parte inicial e viu um adversário recuado, entretanto, conforme o tempo foi passando, o Cianorte deixou o duelo mais igual. O Alviceleste teve a oportunidade de abrir o placar aos 17 minutos, após Salatiel receber bom lançamento que veio pelo lado direito do campo, porém, o atacante cabeceou no meio do gol e deixou a defesa fácil para o goleiro Gleibson. 

A resposta do Leão do Vale veio dois minutos depois e Matheus Nogueira cresceu em cima do atacante do time da região Noroeste. Alan Grafite também teve chance de balançar a rede, mas mandou para a linha de fundo. No finalzinho, o Tubarão criou jogada perigosa em contra-ataque, com Salatiel sendo derrubado na hora da finalização e a poucos metros da entrada da área. O árbitro sinalizou pênalti e João Paulo cobrou e chutou por cima do travessão. 

TIRANDO O ZERO DO PLACAR 

O segundo tempo foi um repeteco do primeiro, no entanto, com finalizações mais escassas. Aos três minutos, Zé Vitor chutou firme para o Cianorte e mandou para fora. Marcelinho tentou fazer o dele, mas cabeceou mal e para fora. O jogo ficou sonolento e sem grandes chances claras para nenhum dos lados. Somente aos 33 minutos é que essa história mudou.  

O lance que começou com o goleiro Matheus Nogueira e foi evoluindo de pé em pé. Já dentro da pequena área, Jhonny Lucas passou para Caprini, que chutou por cima do Gleibson, tirando o zero do marcador. O Cianorte tentou descontar aos 46 minutos com Fabrício, que cabeceou com perigo em direção ao gol.  O Tubarão quase aumentou a vantagem nos instantes finais com Danilo, que parou na defesa com joelho do camisa um adversário.

EM LONDRINA 

LONDRINA 1: Matheus Nogueira; Samuel Santos, Augusto, Saimon e Felipe Vieira; João Paulo, Jhonny Lucas (Jean Henrique) e Gustavo Blanco (Danilo); Douglas Coutinho (Thiago Ribeiro), Caprini (Vitor Daniel) e Salatiel (Marcelinho). Técnico: Edinho 

CIANORTE 0: Gleibson; Michel, Eduardo Doma, Vítor Salvador (Breno) e Matheus Rodrigues; Ralf, Zé Vitor (Guilherme Teixeira) e Pelezinho; Philip (Cristhian), Coutinho (Bruno Leite) e Alan Grafite (Fabrício). Técnico: João Burse

Gol: Caprini aos 33 minutos do 2º tempo 

Público pagante: 430  Público total: 610 Renda: R$ 12.100 

Árbitro: Gustavo Nogas 

Estádio: do Café 

Atualizada às 19h23

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.