Futebol -

LEC comemora semana cheia e projeta recuperação

Depois de fazer sete partidas em 21 dias, Londrina quer aproveitar folga para recuperar fisicamente a equipe e voltar a vencer no Paranaense

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

LEC comemora semana cheia e projeta recuperação
Isaac Fontana/FramePhoto/Folhapress
 


Depois de disputar sete partidas em 21 dias, o Londrina comemora a sua primeira semana cheia e espera aproveitar o período de folga para se reabilitar no Campeonato Paranaense. O Tubarão volta a campo no domingo (16) para enfrentar o União, no estádio Anilado, em Francisco Beltrão (Sudoeste).


A pausa na sequência de jogos chega em boa hora. O Alviceleste não vence há três partidas e o time demonstrou nas últimas apresentações um desgaste físico grande, o que gerou queda de rendimento, sobretudo nos confrontos com o XV de Piracicaba e o Cascavel CR. 




"Fizemos realmente um jogo de baixo nível técnico, individual e coletivo, mas não é o nosso habitual. A esperança é que com uma semana de descanso e trabalho possamos fazer no domingo um jogo completamente diferente do que fizemos contra o Cascavel", frisou o técnico Alemão. 


Com o empate no estádio do Café o LEC perdeu o contato com os primeiros colocados e agora ocupa a sexta posição, com dez pontos, cinco a menos que o líder FC Cascavel. Nas cinco últimas rodadas da fase classificatória, o Londrina terá duas partidas no Café - Rio Branco e Operário - e três fora de casa - União, Paraná e FC Cascavel. "Teremos jogos difíceis pela frente, mas fizemos até aqui jogos bons contra as equipes fortes. Temos qualidade, o que não tivemos foi intensidade na última partida", lembrou Alemão. 


QUEDA

A queda do time é uma consequência também do baixo desempenho individual de alguns jogadores. Destaques no início da temporada, os meias Matheus Bianqui e Danilo já não conseguem manter o mesmo desempenho, e os dois foram substituídos ao longo da partida contra o Cascavel CR.


"Bianqui foi muito bem nos dois primeiros jogos, mas aí foi suspenso e acabou se lesionando. E é difícil para qualquer jogador voltar de contusão no mesmo ritmo, ele tem uma insegurança. E o Danilo precisa estar muito bem fisicamente para a sua técnica aparecer. Até por não ter um ritmo de jogo e com a sequência caiu o seu rendimento físico e a parte técnica também. Mas os dois continuam sendo ótimos jogadores", comentou o comandante alvicelete. 


O técnico Alemão espera que a semana sem jogos traga também boas notícias do departamento médico. O lateral Igor Miranda e os atacantes Marcelinho e Miullen não atuaram no domingo, em razão de lesões musculares. No entanto, apenas Miranda deve retornar na próxima partida. 


"O Igor foi uma contratura mais leve e tem chance de se recuperar. O Miullen deve ficar pelo menos umas três semanas de fora e o Marcelinho para o próximo jogo também não. Provavelmente volte contra o Rio Branco", apontou Alemão. 


DEMISSÃO

Se o LEC não vive bom momento no Paranaense, a fase do União é ainda pior. O time de Francisco Beltrão foi goleado pelo Coritiba por 6 a 1, no Couto Pereira, e soma apenas cinco pontos em nono lugar. A campanha ruim levou à demissão do técnico Rafhael Bahia na segunda-feira (10). A equipe do Sudoeste já anunciou que Agenor Piccinin será o novo treinador e fará a sua estreia diante do Londrina. 

Leia mais sobre o LEC

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias