|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Série B 5m de leitura Atualizado em 11/11/2021, 19:59

Fernandes admite que pressão para sair da ZR tem afetado jogadores

Treinador quer levantar o moral do elenco alviceleste nas três rodadas finais; Café terá capacidade de público aumentada para jogo com a Ponte Preta

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Com a corda cada vez mais esticada na Série B, o Londrina mantém as esperanças e a confiança para sair da zona do rebaixamento faltando três rodadas para o fim da competição. Com a derrota para o CRB, o LEC perdeu mais uma chance de deixar as últimas posições do Brasileiro e segue na 17ª posição, com 38 pontos. 

Após cumprir suspensão em Maceió, o centroavante Zeca volta no comando de ataque do Tubarão diante da Macaca
Após cumprir suspensão em Maceió, o centroavante Zeca volta no comando de ataque do Tubarão diante da Macaca |  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Além de fazer a sua parte nos jogos finais, o Tubarão terá que torcer por tropeços do Brusque, que tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no número de vitórias - 11 a 9. A rodada do meio de semana fez com que o Vitória também voltasse para a briga para escapar do descenso. O time baiano ganhou do Vasco, em São Januário, por 3 a 0, e agora é o 18º, com 37. Em 15º, com 41 pontos, o Remo segue ameaçado. 

Londrina e Brusque vão jogar em casa na 36ª rodada, na segunda-feira (15), às 16h. O Alviceleste recebe a Ponte Preta, enquanto o time catarinense encara o CRB, último algoz do Tubarão. O LEC encerra sua participação na Série B jogando ainda contra o Vila Nova, em Goiânia, e o Vasco, no estádio do Café, no dia 28 de novembro. 

Leia mais sobre o LEC

O técnico Márcio Fernandes ressaltou que a pressão psicológica pelos maus resultados tem atrapalhado o desempenho da equipe. "Alguns jogadores não têm reagido tão bem sobre pressão. Temos que ter força, levantar o ânimo e trabalhar mentalmente para reverter a situação. Temos três jogos e enquanto tivermos chances, temos que lutar", afirmou o treinador. 

"AUTOENTREVISTA"

A partir do jogo contra o CRB, o Londrina aboliu as entrevistas coletivas após as partidas. Era a única oportunidade que a imprensa tinha para questionar o treinador e jogadores, já que não há coletivas durante a semana e antes das partidas. As perguntas nas entrevistas a partir de agora serão feitas exclusivamente pela assessoria de imprensa do clube, que informou que a medida foi adotada para aproximar o time da torcida.

Ingressos

O Londrina iniciou a venda dos ingressos para a partida contra a Ponte Preta na quinta-feira (11). Até domingo, o valor será de R$ 20. Já na segunda-feira, os preços sobem para R$ 40. 

CAPACIDADE AMPLIADA

O Corpo de Bombeiros deve autorizar nesta sexta-feira (12) a liberação para que o estádio do Café receba até 21 mil torcedores a partir da próxima partida. Uma nova vistoria foi realizada pela corporação na tarde de quinta-feira e foi constatado que as adequações exigidas no Termo de Ajustamento de Conduta firmado com a FEL (Fundação de Esportes de Londrina) foram executadas quase que na totalidade, abrindo espaço assim para o aumento da capacidade. Até então, o Café estava liberado para receber apenas 3.750 torcedores, público registrado na derrota para o Cruzeiro. 

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM