Série A -

Em meio a surto de Covid, Brasileirão tem disputa acirrada pela ponta

Enquanto a briga pelas primeiras posições segue acirrada, pelo menos dez clubes têm jogadores infectados pelo novo coronavírus Enquanto a briga pelas primeiras posições segue acirrada, pelo menos dez clubes têm jogadores infectados pelo novo coronavírus Enquanto a briga pelas primeiras posições seguem equilibrada, pelo menos dez clubes tem jogadores infectados pelo novo coronavírus

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Diante de um surto da Covid-19 que atinge vários clubes da série A, o Campeonato Brasileiro tem confrontos importantes pela 22ª rodada no sábado (21) e domingo (22) e que podem mexer com as primeiras colocações. 

Gustavo Scarpa foi diagnosticado pela segunda vez com a Covid-19 e desfalca o Palmeiras
Gustavo Scarpa foi diagnosticado pela segunda vez com a Covid-19 e desfalca o Palmeiras | Julio Zerbatto/MyPhoto Press/Folhapress
 

O número de jogadores infectados e também de membros das comissões técnicas aumentou muito na última semana e dez clubes tem atletas diagnosticados com a Covid-19. Os que apresentam mais casos são o Palmeiras, com 18 jogadores afastados pela doença, o Santos, com nove, Atlético Mineiro, com oito, e Vasco, com sete.



Também têm atletas infectados, o Coritiba (4), Fluminense (4), Fortaleza (3), Ceará (3), Corinthians (3) e Internacional (1). No total, 62 jogadores estão afastados desta rodada, em razão do novo coronavírus. 

A pandemia também atinge treinadores e nomes como Jorge Sampaoli, Cuca e Abel Braga testaram positivo para a doença e seguem isolados em quarentena. 

Time de melhor aproveitamento até aqui no Brasileiro - 66% - o São Paulo ainda não foi atingido em cheio pela pandemia e pode assumir a liderança isolada da competição, dependendo dos resultados da rodada. Vindo de três vitórias consecutivas e de uma classificação com folga na Copa do Brasil diante do Flamengo, o Tricolor recebe o Vasco, no domingo, às 16h, no Morumbi. 

Terceiro colocado, com 36 pontos, o São Paulo, em caso de vitória, pode ultrapassar o Internacional, que também tem 36, e o líder Atlético Mineiro, que soma 38. O Colorado joga no Beira-Rio, também no domingo, às 18h15, diante do Fluminense, e o Galo vai até o Castelão enfrentar o Ceará, às 16h. 

Também em ascensão e com quatro vitórias seguidas, o Palmeiras joga no sábado, às 21h, contra o lanterna Goiás, em Goiânia. O Verdão paulista é o quinto colocado, com 34 pontos e pode até terminar a rodada no G4. Entre jogadores com Covid e machucados, o técnico Abel Ferreira tem 21 desfalques para a partida no centro-oeste. 

Tentando se aproximar dos primeiros colocados, o Santos joga às 19h, na Arena da Baixada, diante do Athletico. O Peixe está na sexta posição, com 34 pontos. Também no sábado, o Flamengo recebe o Coritiba no Maracanã, às 19h, e quer reencontrar o caminho das vitórias. 



Sem ganhar há quatro jogos no Brasileiro e eliminado da Copa do Brasil, o rubro-negro é o quarto colocado, com 36 pontos, e ainda não viu o técnico Rogério Ceni vencer desde que estreou há três partidas. 

Longe da briga pelas primeiras posições, o Corinthians fecha a rodada no domingo, às 20h30, contra o Grêmio, na Arena Neo Química. Em 13º lugar, com 25 pontos, o Timão pode se aproximar ainda mais da zona do rebaixamento em caso de novo tropeço. O Alvinegro está a apenas dois pontos da ZR. O Grêmio vem de quatro vitórias consecutivas e já é o sétimo colocado, com 33 pontos. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo