|
  • Bitcoin 121.481
  • Dólar 5,0538
  • Euro 5,2302
Londrina

Londrina Esporte Clube

m de leitura Atualizado em 15/07/2022, 06:50

Apesar dos percalços, Tubarão mantém desempenho de redução de riscos

Com atrasos salariais e uma das menores folhas da Série B, LEC chega à reta final do turno com campanha muito superior à de 2021

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 15 de julho de 2022

Diego Prazeres - Editor
AUTOR autor do artigo

Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
menu flutuante

Tendo como meta principal nesta Série B "mais difícil de todos os tempos" evitar o rebaixamento, o Londrina chega à reta final do primeiro turno na média. Passadas 17 rodadas, o time de Adilson Batista tem 43% de aproveitamento e está no meio da tabela, em 11º lugar, com 22 pontos, a 7 do G4 e a 4 da ZR. Com todos os seus percalços - financeiros, principalmente -, a campanha deste ano é infinitamente melhor do que a de 2021. No ano passado, o LEC terminou a 17ª rodada em penúltimo lugar, com 13 pontos (25% de aproveitamento). Prova de que sua escapada do rebaixamento, na última rodada, foi um fato que desafiou as probabilidades, os outros três times que também estavam na ZR àquela altura da competição acabaram caindo para a Série C (Vitória, Confiança e Brasil de Pelotas). O Londrina chegou à última rodada em 17º e evitou a queda vencendo o Vasco e contando com o empate do Remo, que acabou caindo em seu lugar. 

Adilson Batista finaliza nesta manhã preparação para o jogo de amanhã contra o Ituano, que não vence em casa há cinco partidas Adilson Batista finaliza nesta manhã preparação para o jogo de amanhã contra o Ituano, que não vence em casa há cinco partidas
Adilson Batista finaliza nesta manhã preparação para o jogo de amanhã contra o Ituano, que não vence em casa há cinco partidas |  Foto: Ricardo Chicarelli/LEC
 

Já na parte de cima da tabela, o cenário final de 2021 foi bem diferente do que aquele que se desenhava na abertura da 18ª rodada. O G4 era formado por Coritiba, CRB, Náutico e Sampaio Corrêa. Só o Coxa subiu. Os outros três classificados para a Série A, Botafogo, Goiás e Avaí, eram apenas o 10º, 7º e 9º colocados, respectivamente. 

Para efeito de comparação, o 11º colocado no ano passado na 17ª rodada tinha 24 pontos, com 47% de aproveitamento. O Londrina terminou o campeonato em 16º com 38%. Isso significa que, embora o futebol esteja longe se ser uma ciência exata (ainda bem), tudo indica que mantendo o desempenho atual até a 38ª rodada o Tubarão não correrá os riscos que correu em 2021. Só que para isso acontecer é preciso qualificar o elenco, que tem uma das menores folhas salariais desta Série B. E sanar os problemas financeiros que tornam os atrasos salariais uma constante no clube.

LEIA TAMBÉM:

Dívidas do passado e do presente assombram o Tubarão
Adversário do LEC demite técnico mais longevo da Série B

EM ITU

Adilson Batista finalizará hoje pela manhã a preparação no CT da SM Sports visando o jogo deste sábado (16), às 11 horas, em Itu, contra o Ituano. A rigor, o treinador não teria problemas de suspensão e de ordem física para montar o time. Como teve a semana cheia para recuperar os jogadores mais desgastados fisicamente na derrota de sábado passado para o Sport, as mexidas que vier a fazer serão por opção. 

O Ituano deverá ser comandado pelo auxiliar técnico Carlos Pimentel, já que até ontem a diretoria não havia contratado o novo treinador. Mazola Jr., que estava à frente da equipe desde o ano passado, foi demitido na terça-feira (12). O Galo rubro-negro jogará para se reabilitar da derrota fora de casa para o Sampaio Corrêa e contra um jejum incômodo: já não vence diante sua torcida há cinco jogos. A última vitória foi em 29 de abril, diante do Bahia. O time de Itu é o 18º colocado, com 18 pontos, mesma pontuação do Náutico, o primeiro na ZR.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1