Futebol -

Alemão projeta "prova de fogo" em Curitiba

Após vencer nas duas primeiras rodadas do Paranaense, LEC disputa liderança contra o Athletico, sábado, na Arena da Baixada

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Depois de cumprir a sua meta inicial no Campeonato Paranaense e vencer as duas primeiras partidas no estádio do Café, o Londrina terá no sábado (25) um dos seus jogos mais difíceis nesta fase classificatória. Em confronto que vale a liderança do Estadual, o Tubarão encara o Athletico, na Arena da Baixada. 

Matheus Olavo deve ser o escolhido para substituir o suspenso Matheus Bianqui
Matheus Olavo deve ser o escolhido para substituir o suspenso Matheus Bianqui | Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
 

O rubro-negro também tem 100% de aproveitamento e está jogando o Paranaense com o time de aspirantes. "Não há dúvidas de que é uma prova de fogo. O Athletico é um time bem treinado em todos os aspectos, mesmo tendo em campo uma equipe alternativa", frisou o técnico Alemão.




"É um jogo onde a velocidade da bola é maior, em razão da grama sintética, e demora um pouco para se adaptar. O time deles é rápido e vamos para lá para igualar o jogo neste sentido. Jogar com velocidade, principalmente no contra-ataque".


A vitória diante do Cianorte deu tranquilidade aos jogadores do LEC, até porque o time fará duas partidas seguidas como visitante. Após enfrentar o Athletico, jogará no 14 de Dezembro contra o Toledo. "Claro que começar com duas vitórias dá uma tranquilidade, mas temos que continuar trabalhando forte porque o jogo na Arena não será fácil", ressaltou o volante Julio Rusch.


A partida é especial para o ex-jogador do Coritiba, que conhece muito bem também o técnico do rival, Eduardo Barros. "Trabalhei com o Eduardo no sub-17 e fomos campeões do Dallas Cup. Conheço bem a maneira dele trabalhar e posso dar este suporte ao Alemão se ele precisar de alguma informação. Sempre é um jogo especial, em razão da rivalidade que é muito grande", relatou Rusch.


AFIRMAÇÃO 

O confronto em Curitiba é mais uma oportunidade para o centroavante Miullen se firmar no comando de ataque do Alviceleste. Após desencantar no jogo contra o Cianorte e marcar o seu primeiro gol como profissional, o atacante esperar ter sequência como titular para evoluir com a camisa 9.


"Foi um gol de gratidão para a minha família e pelas pessoas que acreditavam em mim e de agradecimento a todos aqueles que sempre me colocaram para cima", ressaltou o jogador, que praticamente não jogou em 2019, mas que começou a temporada como titular. "O ano passado foi muito complicado e muita coisa se falou de mim. Mas agora é um novo momento e uma nova oportunidade. Preciso de tempo, de jogo, de ritmo e com o tempo vou voltando a minha melhor performance".


Se depender de Alemão, Miullen seguirá entre os titulares neste início de temporada. O treinador já adiantou que não pretende fazer alterações na equipe para o jogo de sábado. A única mudança de obrigação será escolher o substituto de Matheus Bianqui, expulso diante do Cianorte. Matheus Olavo é o favorito para entrar no seu lugar.


"Não sou de ficar mexendo na equipe. Diante da nossa realidade e das dificuldades que tivemos no ano passado, começar com duas vitórias é muito importante. Temos que engrandecer o trabalho que os jogadores vêm fazendo e passar confiança para irmos fortes para esta partida", frisou o comandante alviceleste. 




Para Miullen, este tipo de confronto é o jogo o qual qualquer jogador que participar. "É o jogo que todo mundo gosta, eu particularmente gosto quando vamos para uma partida onde não se espera muita coisa da gente. O ano passado foi assim na Copa do Brasil. Temos que ir lá, correr solto, jogar e buscar o resultado". 

Leia mais sobre o LEC 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias