|
  • Bitcoin 121.350
  • Dólar 5,0504
  • Euro 5,2179
Londrina

Londrina Esporte Clube

m de leitura Atualizado em 12/07/2022, 16:56

Adversário do LEC demite técnico mais longevo da Série B

Adilson Batista e Tencati estão entre os "resistentes" na dança das cadeiras: 13 clubes já trocaram de comando na competição

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 12 de julho de 2022

Diego Prazeres - Editor
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Adversário do Londrina neste sábado (16), pela penúltima rodada do primeiro turno da Série B, o Ituano demitiu nesta terça-feira (12) o técnico Mazola Jr. Com passagem pelo LEC em 2019, Mazola era o único treinador na atual competição que estava há mais de um ano no cargo - ele assumiu o time de Itu em junho de 2021, ano em que subiu o clube paulista para a Série B, conquistando inclusive o título da Série C, e também foi campeão do interior do Campeonato Paulista. 

Com passagem pelo LEC em 2019, Mazola Jr. subiu o Ituano para a Série B com o título da C ano passado: “Dever cumprido” Com passagem pelo LEC em 2019, Mazola Jr. subiu o Ituano para a Série B com o título da C ano passado: “Dever cumprido”
Com passagem pelo LEC em 2019, Mazola Jr. subiu o Ituano para a Série B com o título da C ano passado: “Dever cumprido” |  Foto: Rafael Vieira/Agif/Folhapress
 

Com a queda de Mazola Jr, apenas sete clubes não trocaram de técnico na competição, que ainda nem chegou a sua metade. Os heróis da resistência são Adilson Batista, no Londrina, Cláudio Tencati (Criciúma), Paulo Pezzolano (Cruzeiro), Roger Machado (Grêmio), Claudinei Oliveira (Operário), Hélio dos Anjos (Ponte Preta) e Léo Condé (Sampaio Corrêa). Vila Nova e Guarani, respectivamente lanterna e penúltimo colocado, já mudaram o comando duas vezes. Allan Aal, que começou o campeonato no Novorizontino, é o terceiro técnico do time goiano, mesma situação de Mozart no Bugre.

LEIA TAMBÉM:

LEC e Ituano estão entre as piores defesas da Série B

Pesou na decisão da diretoria do Ituano para a queda de seu ex-técnico a irregularidade do time, que já não vence em casa há cinco jogos e, embora esteja na 14ª colocação, tem os mesmos 18 pontos do Náutico, o primeiro time dentro da zona do rebaixamento. Com 19 gols sofridos, mesma marca do Londrina, o rubro-negro tem uma das piores defesas da competição. "Foram mais de treze meses à frente deste clube. Um trabalho organizado e de muito sucesso. Dois títulos conquistados, acesso à Série B e vaga na Copa do Brasil após anos longe da competição. Saio com o sentimento de dever cumprido, com a sensação de que entreguei o que tinha de melhor e sabedor que foi realizado um grande trabalho", afirmou Mazola Jr. por meio de nota publicada pelo site globoesporte.com. 

O Ituano segue sua preparação para enfrentar o Londrina sob o comando do auxiliar Carlos Pimentel. O clube corre para tentar acertar com o novo técnico antes do jogo deste sábado, às 11 horas, no estádio Novelli Júnior, em Itu.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.