Basquete -

Londrina desiste do Brasileiro de basquete de 2020

Equipe londrinense abriu mão da vaga da competição organizada pela CBB e técnico Bruno Lopes vai comandar time de Brasília

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

 A APVE (Associação Pé Vermelho de Esportes), que administra a equipe do Londrina Unicesumar Basketball, abriu mão da vaga no Campeonato Brasileiro de 2020 e não terá equipe adulta no primeiro semestre do ano que vem. A decisão foi tomada na sexta-feira (8), após a reunião no Rio de Janeiro que definiu os detalhes da competição. 


O Campeonato Brasileiro terá a segunda edição na próxima temporada e substituirá a Liga Ouro, competição de acesso ao NBB (Novo Basquete Brasil). O Nacional é organizado pela CBB (Confederação Brasileira de Basquete) e dará ao campeão uma vaga no NBB 2020/2021. 





Técnico Bruno Lopes vai comandar o Cerrado (DF) no Campeonato Brasileiro
Técnico Bruno Lopes vai comandar o Cerrado (DF) no Campeonato Brasileiro | Divulgação/Facebook
 



"Tomamos esta decisão não é por falta de recursos, mas por uma questão de fluxo de caixa não conseguiríamos iniciar a montagem da equipe agora. Vamos ter uma equipe sub-22 no primeiro semestre para a disputa da Liga Nacional de Desenvolvimento para voltarmos mais fortes no segundo semestre", explicou o técnico Bruno Lopes, também fundador da APVE.


A exigência financeira para jogar o Brasileiro é de R$ 400 mil. Lopes garantiu que este não é um empecilho para Londrina, já que em 2019 só de repasses do Feipe (Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos) a associação recebeu R$ 430 mil.


Outro ponto defendido pelo treinador é que, apesar do Brasileiro valer vaga no NBB, não é a questão técnica que garante a participação na elite do basquete. "Se tivermos os recursos exigidos pleiteamos a vaga e a chance de entrar é grande. Este ano, Pato Branco foi o último colocado na Liga Ouro e está jogando o NBB", ressaltou. "Vamos dar uma diminuída agora para tentar nos organizarmos e entrarmos no NBB no próximo ano, que é o nosso principal objetivo".


Diante desta mudança de planejamento, o treinador acabou aceitando o convite para dirigir a equipe do Cerrado, de Brasília, que garantiu a inscrição no Campeonato Brasileiro. O vínculo de Lopes com o time do Distrito Federal será de seis meses. "É um projeto pessoal de seis meses, mas o nosso projeto continua aqui com o foco no NBB", garantiu. 


O time sub-22 do Londrina Basketball será comandando pelo até então auxiliar João Victor Freitas. Além da Liga de Desenvolvimento, a equipe londrinense jogará a Taça Paraná no primeiro semestre. Para a segunda parte do ano fica o Paranaense, Jogos Abertos e uma eventual participação no NBB.


BRASILEIRO


O Campeonato Brasileiro tem previsão de início em fevereiro e o término no mês de julho. De acordo com a CBB, 11 equipes já estão confirmados e outras cinco mostraram interesse em disputar e têm dez dias para uma resposta final sobre a participação ou não na competição.


O Paraná terá quatro representantes: Maringá, Campo Mourão, São José dos Pinhais e Ponta Grossa, que ficou com o título da primeira edição neste ano. As outras equipes confirmadas são: Blackstar, Joinville, Brusque e Blumenau, todas de Santa Catarina, Praia Clube (MG), Anápolis (GO) e Cerrado (DF). 


Continue lendo


Últimas notícias