ENFIM!
Londrina apresenta a nova equipe
- Arquivo FolhaO técnico Val de Mello e o preparador físico Venturini (esq) em treino do ano passadoDe LondrinaPassada a festa do Pré-Olímpico, a torcida local volta as atenções para o futebol da cidade. O Londrina Esporte Clube, que ficou quase esquecido durante o tempo em que a Seleção Brasileira Sub-23 esteve na cidade, está de volta aos treinos. A reapresentação da nova comissão técnica e dos jogadores da temporada 2000 será feita hoje, às 16 horas, no Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD) – palco dos treinos da seleção de Wanderley Luxemburgo. Os principais dirigentes do clube vão recepcionar os jogadores.
Ao contrário da euforia que envolvia a seleção, provavelmente poucos torcedores estarão presentes no retorno do time às atividades.
Quem for ao estádio, entretanto, terá algumas novidades em relação à equipe do ano passado. O clube será comandado pelo técnico Val de Mello que conduziu o time de volta à primeira divisão do Campeonato Paranaense com o título de campeão da Série A-2 em 1999. Val também dirigiu a equipe em alguns jogos da Série B do Brasileiro, mas acabou demitido.
O treinador mostrou-se feliz com seu retorno ao clube. ‘‘Volto com responsabilidade maior ainda e sabendo que as dificuldades também serão maiores devido à situação que o Londrina passa. Mas as oportunidades são poucas e você tem que agarrá-las’’, afirmou Val, que já tem o perfil para o time. ‘‘Prego sempre quatro coisas para o sucesso da equipe: trabalho, profissionalismo, união e determinação. Em cima disto, tenho certeza que o Londrina vai montar um grupo guerreiro e determinado sempre em busca da vitória’’, prometeu.
Val de Mello espera que o entusiasmo do Torneio Pré-Olímpico possa render frutos para o Londrina. ‘‘Esperamos contar com o apoio da torcida e da imprensa, apesar de todas as dificuldades’’, disse ele, contando que ficou todo arrepiado cada que vez os torcedores gritavam ‘‘Tubarão, Tubarão’’ durante os jogos da Seleção Brasileira Sub-23.
Dos 19 jogadores que se apresentam esta tarde, seis vão defender o Londrina pela primeira vez. O zagueiro André Luis, o volante Robson e o atacante Vagner, todos vindos do Juventude (RS) e cedidos por empréstimo da multinacional Parmalat. O outro é o lateral-direito Mazinho, ex-CSA-AL, o lateral-esquerdo Marcinho, o volante Bruder, do Atlético Paranaense e Lulinha que é meia e pertence ao Corinthians.
O restante do elenco já é conhecido do torcedor. Completam a lista os goleiros Silvio, Rogério e Rafael (júnior), os zagueiros Ivanildo, Rosinei e Ernandes (júnior), os laterais Carlos Eduardo, Vanderlei, o volante Marco Antônio, os meias Júlio e Renato (júnior) e o atacante Edu.
A comissão técnica do Londrina está composta ainda pelos preparadores físicos José Carlos Venturini e Billy, o médico Júlio Bispo, o massagista Toninho, o roupeiro Osni, o preparador de goleiros Neneca e o enfermeiro Odair.
O diretor do Londrina, Aldo Elias Saidneuy, explica como será o clube neste campeonato: ‘‘Arroz com feijão e pé no chão’’. ‘‘É um time para fazer bonito, mas não vamos fazer loucura’’.
O LEC ainda está negociando com o volante Zé Roberto – que está treinando com a equipe da Portuguesa Londrinense –, e com o atacante Alessandro. Zé Roberto está ficando mais distante da camisa azul celeste. Segundo o coordenador-geral do Londrina, Célio Guergoletto, a diferença entre o que o clube está oferecendo e o que o atleta quer é pequena, ‘‘mas a negociação está difícil’’, comenta o dirigente.