ÚLTIMO TESTE LEC vence amadores e escapa de vexame Pequena torcida que acompanhou o jogo amistoso, apesar dos 3 x 2, saiu insatisfeita e cobra contratação de reforços Paulo WolfgangQuaseO atacante Edu tenta uma bicicleta num jogo em que o Londrina demonstrou a fragilidade da equipePaulo WolfgangMarco Antônio Silva e Vágner, comemoram o gol que salvou o LEC do vexame Osmani Costa De Londrina O time do Londrina Esporte Clube (LEC) teve grandes dificuldades para vencer a seleção da Liga Londrinense de Futebol Amador, por 3 a 2 na tarde de ontem, no último teste antes da estréia no Campeonato Paranaense da Séria A-1 (primeira divisão), no próximo domingo em Bandeirantes contra o União. O jogo-treino aconteceu no Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD) e, realmente em ritmo de coletivo, não deve ter agradado aos cerca de 700 torcedores que compareceram para prestigiar a festa promovida pela Liga. Os gols do Londrina foram marcados pelo centroavante Vágner e pelos meias Marco Antônio Silva, o melhor da equipe, e Cerezo. O veterano centroavante Joilton marcou os dois gols da seleção amadora. O LEC começou atacando em bloco e deu a impressão que golearia o adversário com facilidade. Aos 4 minutos Edu fugiu pela ponta direita e chutou forte contra a trave esquerda do goleiro Tafarel. Mas foi uma falsa impressão. O Londrina foi perdendo gols e diminuindo o ritmo. Logo, a equipe da Liga conseguiu se estruturar em campo e sair para o ataque. O primeiro gol do LEC aconteceu aos 22 minutos, quando a partida estava equilibrada. O centroavante Vágner recebeu um lançamento perfeito de Cerezo dentro da área, driblou o goleiro e marcou com tranquilidade. O jogo seguiu se arrastando até os 40 minutos, quando Joilton recebeu um lançamento primoroso do zagueiro Néo quase no meio de campo. A defesa do Londrina tentou fazer a ‘linha de empedimento’ mas errou. O lateral direito Ânderson, no outro lado do gramado, ficou dando condições de jogo para Joilton, que avançou sem marcação e chutou rasteiro na saída do goleiro Sílvio e empatou a partida. O mesmo Joilton virou o placar aos 10 minutos da segunda etapa. Dentro da pequena área, ele recebeu um ótimo cruzamento do lateral esquerdo Edvaldo e só escorou de cabeça para a rede do Londrina. Um minuto depois, o meia Marco Antonio Silva – um dos destaques do LEC – perdeu ‘gol feito’ embaixo da trave da seleção amadora. A pequena torcida já ensaiava as vaias contra o Londrina quando o mesmo meia empatou o jogo aos 18 minutos. Edu foi à linha de fundo pela direita e cruzou bem. Marco Antonio Silva subiu sem marcação e marcou de cabeça o segundo gol do time. Um minuto depois, também de cabeça, o meia Cerezo virou o placar. Depois de boa jogada e cruzamento de Vágner pela esquerda, Cerezo marcou o último gol do LEC. Melhor preparado fisicamente, o Londrina poderia ter marcado outros gols. O time da seleção amadora, que fez seu segundo jogo neste ano, ainda está iniciando os trabalhos de preparação. O time de Val de Mello fez cinco jogos-treinos preparando-se para o Regional – perdeu para o Nacional de Rolândia, empatou com o Paraguaçuense e ganhou do Vocem, Assahí, além do jogo de ontem. Mas não convenceu o torcedor, que não deve ter muitas esperanças de sucesso no campeonato estadual contra os grandes times de Curitiba. Para não repetir o vexame de 1998, quando foi rebaixado para a segundona, o Londrina necessita urgente da contratação de reforços. FICHA TÉCNICA Londrina 3 Sílvio (Rogério); Rosinei (Lulinha), Ivanildo e Hernandez; Ânderson, Marco Antonio (Luís Henrique), Cerezo, Marco Antonio Silva (Carlos Eduardo) e Bruder; Edu e Vágner (Tadaschi). Técnico: Val de Mello Seleção Amadora 2 Tafarel (Caco; Adriano (Serginho), Néo (Júnior), Fernando e Edvaldo (Fábio); Hércules, Neno (Juliano, Baiano (Rato) e Maruinhos (Derlei); Pitt-Bull (Luciano) e Joilton (David). Técnico: Paulo César Luca Munhoz Gols: Vágner aos 22 min do 1º tempo; Joilton (2) aos 40 e aos 10 min do 2º; Marco Antonio Silva aos 18; e Cerezo aos 19. Público: 345 pagantes e 330 não-pagantes Renda: R$ 690,00 Árbitro: Edu Loureiro dos Santos Estádio: VGD, em Londrina