Marcos Freitas
De Londrina
Quem sonha ser um craque da Seleção Brasileira, ganhar bons salários, usufruir da fama de vestir a camisa verde-amarela e, consequentemente, tornar-se um ídolo nacional deve saber que para conseguir tudo isto o caminho é longo. Além de ter talento, deverá passar por treinamentos exaustivos, horas de concentração e principalmente privações, como a ausência de familiares e amigos, por conta de viagens e longos torneios, até situações extremas como a que terá que passar o lateral esquerdo Fábio Aurélio, 20 anos.
O jogador do São Paulo terá de deixar hoje a concentração da Seleção Brasileira em Londrina e viajar a São Carlos (SP), onde amanhã se casa com Elaine Boa Sorte, 21 anos, na Igreja Nossa Senhora de Fátima.
Por falta de datas para a cerimônia, já que a igreja que escolheram é muito requisitada, Fábio Aurélio e Elaine tiveram que marcar o casamento há sete meses. Por coincidência, o casamento bate com o período de preparação da Seleção Brasileira para o Torneio Pré-Olímpico e Fábio Aurélio terá apenas uma noite de lua-de-mel.
Mas para quem pensa que isto desanima o lateral, Fábio Aurélio responde com seus planos já definidos: ‘‘Vou aproveitar o máximo a noite de amanhã e depois voltarei com força total para ajudar a Seleção, que também é uma prioridade na minha vida’’, diz. ‘‘O duro vai ser voltar da noite de núpcias e dividir o quarto com o Athirson’’, brinca.
Fábio Aurélio e Elaine se conheceram quando ainda eram crianças. Passaram a infância juntos em São Carlos e já se gostavam. ‘‘Íamos ao colégio juntos, o pai dela nos levava ao clube, à Igreja e nossas famílias sempre foram muito amigas’’, revela.
Mas esta história de amor teve alguns percalços. Quando Fábio Aurélio tinha 15 anos, pediu Eliana em namoro. Os pais da moça, porém, não permitiram o relacionamento, alegando que poderia estragar a carreira do jogador, que estava de malas prontas para jogar em São Paulo. ‘‘A decisão nos deixou muito tristes e ficamos quase três anos sem nos falar’’, lembra.
Mas como diz o ditado popular, ‘‘o tempo é para o amor igual ao vento para o fogo: se for fraco apaga e se for forte aviva’’. A paixão do casal voltou com intensidade maior ainda há pouco mais de um ano. A distância não foi suficiente para separá-los e amanhã se eles entregam em matrimônio.
Fábio Aurélio conta ainda que eles vão morar em São Paulo, em um apartamento já decorado pelo próprio casal. Ele espera poder viajar com noiva em uma verdadeira lua-de-mel após o Pré-Olímpico.
Atualmente sua futura esposa trabalha como professora de informática e está cursando o terceiro ano de Matemática.