|
  • Bitcoin 150.999
  • Dólar 5,0617
  • Euro 5,2708
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 20/04/2022, 23:49

Kanu marca dois, Botafogo vence Ceilândia e abre vantagem na Copa do Brasil

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 20 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Em noite artilheira do zagueiro Kanu, o Botafogo estreou na Copa do Brasil com vitória sobre o Ceilândia, nesta quarta-feira (20), abrindo vantagem na luta por vaga nas oitavas de final. A equipe alvinegra dominou a partida no Mané Garrincha, em Brasília, e confirmou o favoritismo com o triunfo por 3 a 0, com dois gols do camisa 4 e um de Lucas Piazon, que fez o primeiro pelo clube.

Os comandados de Luís Castro ainda tiveram chance de ampliar, mas pararam na trave, duas vezes, e no travessão.

A partida de volta acontece em 12 de maio, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Não há gol qualificado como critério de desempate.

O Botafogo volta a campo no domingo, contra o Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro. No sábado, o time do Distrito Federal terá o Grêmio Anápolis pela frente, na Série D do Brasileiro.

O Ceilândia não conseguiu repetir as atuações das fases anteriores. A equipe iniciou o jogo com proposta de tentar marcar mais em cima e diminuir os espaços, mas demonstrou grande fragilidade e errou demais, dando muitos espaços e falhando nas transições. Um dos poucos bons momentos no jogo foi próximo ao fim da etapa inicial, mas sem grandes oportunidades.

Apesar das mudanças no time titular, o Botafogo confirmou a esperada superioridade e ditou o ritmo da partida. A equipe carioca conseguiu ter boa presença no campo de ataque e criar boas oportunidades. No setor defensivo, porém, ainda há necessidade de acertos. Houve falhas de movimentação que fizeram o Ceilândia achar espaços.

Na volta do intervalo, o time carioca demonstrou outra formação, tendo Lucas Piazon na vaga de Patrick de Paula. E não demorou para as alterações surtirem efeito. Logo nos primeiros minutos, a equipe de Luís Castro ampliou a vantagem no placar e passou a fazer um jogo tranquilo.

O Botafogo iniciou o jogo buscando pressionar o adversário e ter forte presença no campo de ataque. Logo nos primeiros minutos, chegou a assustar em lance que Kanu quase conseguiu desviar para o gol, mas já seria um indício.

Ainda no começo do jogo, Barreto sentiu um problema e deixou o gramado para a entrada de Tchê Tchê, que fez a estreia. Titular, Gustavo Sauer também atuou pela primeira vez com a camisa alvinegra.

O Botafogo abriu o placar com Kanu. Após cobrança de escanteio, o zagueiro subiu sozinho e, sem dificuldade, mandou para o fundo da rede.

O Ceilândia quase marcou gol quando Tchê Tchê falhou, Filipinho roubou a bola na intermediária e viu Diego Loureiro adiantado. Ele buscou mandar por cobertura, mas a bola não saiu tão forte e o goleiro do Glorioso conseguiu voltar a tempo para fazer a defesa.

Após momento em que o jogo fiou meio morno, o Ceilândia, no fim do primeiro tempo, foi à frente. Thiago recebeu na entrada da área e bateu forte, mas Philipe Sampaio bloqueou na hora certa.

Matheus Nascimento recebeu lançamento pouco após o meio de campo, avançou em velocidade, driblou um adversário e entrou na área, mas bateu desequilibrado e mandou em cima do goleiro.

Logo no início do segundo tempo, em cobrança de falta ensaiada, Kanu apareceu nas costas da defesa e fez o segundo dele no jogo.

A torcida ainda celebrava o segundo gol do time e já viu outro. O Ceilândia saiu mal, o time alvinegro carioca avançou e Lucas Piazon fez o terceiro.

Lucas Fernandes entrou na vaga de Romildo e foi mais um reforço a estrear pelo Botafogo.

Erison ganhou da zaga, ajeitou o corpo e bateu cruzado, mas a trave, de novo, apareceu no caminho do clube carioca. Pouco depois, em cobrança de falta, Daniel Borges mandou no travessão.

CEILÂNDIA

Matheus Kayser, Pedro Medeiros, Gabriel Vidal, Liel (Fernando Gomes) e China (Hiwry); Werick, Geovane, Matheus Guarujá; Filipinho (Peninha), Roberto Pítio (Héricles) e Thiago. T.: Adelson de Almeida

BOTAFOGO

Diego Loureiro; Saravia, Philipe Sampaio, Kanu e Daniel Borges; Barreto (Tchê Tchê), Romildo (Lucas Fernandes) e Patrick de Paula (Lucas Piazon); Gustavo Sauer, Matheus Nascimento (Erison) e Diego Gonçalves (Victor Sá). T.: Luís Castro

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa/SC)

Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)

Cartões amarelos: Filipinho (CEI)

Gols: Kanu (BOT), aos 18'/1ºT; Kanu (BOT), aos 8', e Lucas Piazon (BOT), aos 12'/2ºT.